Em campanha acirrada por diversos cantos do Rio, Martha Rocha e Anderson Quack estiveram neste sábado (7), pela Vila Kennedy.
O ponto de encontro começou na UPA da Vila Kennedy, Zona Oeste. O bairro é constituído pela favela de Vila Kennedy, e por um grande conjunto habitacional, localiza-se às margens da Avenida Brasil. A comitiva seguiu por dentro do bairro e pela Praça Dolomitas. Passaram ainda pelo CIEP Vila Kennedy, onde Martha Rocha defendeu a reforma emergencial de escolas da rede para implantar o conceito Cieps de ensino integral, projeto inicial da era Brizola. “Ainda no primeiro mês de governo, vamos iniciar o projeto ‘Minha Escola de Cara Nova’ – programa de reformas e melhoria da infraestrutura das escolas municipais com o objetivo de zerar a demanda por reformas emergenciais na rede e qualificar a infraestrutura das unidades escolares”, atestou a delegada Entre os 12 compromissos emergenciais assumidos pela candidata em documento registrado em cartório, estão os projetos de recuperação da rede de ensino. Os candidatos do PDT à Prefeitura do Rio, ganharam nessa visitação o reforço do Presidente Nacional do PDT, Carlos Lupi e do Prof. Dr. Babalawô Ivanir dos Santos “Importante esse olhar da Martha e Quack para essa área, assim como em todas as outras comunidades, é preciso verem de perto as necessidades básicas dessa população tão abandonada. Como sou oriundo da Favela do Esqueleto, onde é hoje a UERJ (Mangueira), muitas famílias foram deslocadas para essa região, como minha minha avó Abigail e o Broto, o que me deixa mais suscetível e comprometido com essa comunidade”, frisou o sacerdote Ivanir dos Santos. Diversos outros pretendentes estavam no grupo como: os candidatos à Vereança Márcio Ribeiro Reis e a Co-Vereadora Edimara Celi (também da Zona Oeste, que trazem representação de uma candidatura coletiva) e Natacha Salazar, leia-se Nat pelos animais (terapeuta e cria da Vila Kennedy), todos candidatos pelo PDT. “É a melhor alternativa para renovação dos quadros políticos. Pessoas comuns que se unem com um único objetivo. Viver em uma cidade mais igualitária e justa, é preciso mudar, o Rio merece, as comunidades merecem”, atestou Edimara Celi. Presentes ainda outros movimentos com: Marcelo Santos – do CEAP / Centro de Articulação de Populações Marginalizadas, Geraldo Coelho – Co fundador, Dirigente Nacional e Estadual/RJ do Frente Favela Brasil, entre outros. Fotos de Rozangela Silva
Artigo anteriorSaiba mais sobre a Comissão de Direitos Humanos no Reino da Arábia Saudita
Próximo artigoferragosto a festa típica italiana
Avatar
A jornalista Isabel Almeida, trabalha atualmente na Embrapa, é editora do site bsbflash, youtuber do canal Flash Brasília e escreve em diversos sites como: colunista do jornal Alô Brasília. Natural de Brasília, já trabalhou em diversos órgãos do DF, como na Secretaria de Educação; na Administração Regional do Gama; na Secretaria de Saúde, na Câmara Distrital, e também em GO, na prefeitura de Valparaíso, na gestão de José Valdécio . Atuou também no Conselho Federal de Engenharia e Agronomia- Confea, foi editora da revista Fala Prefeito; e colunista da revista AC/DF e colunista do site AIB News do Rio de Janeiro. Desde 2010 é vice-presidente da Câmara de Comércio Brasil e Portugal,e em 2016, foi nomeada presidente do Conselho comunitário do Octogonal e Sudoeste.