Sandra Bandeira Nolli

Apresento-vos uma conexão do amor com a beleza da arte. Localizada na Itália, no coração da cidade de Brescia, ao interno do Palazzo Salvadego, uma das residências mais majestosas do centro histórico e um dos palácios mais prestigiosos. A casa bresciana senhorial mais suntuosa e monumental. Um tesouro do Renascimento cuja construção foi passada de geração em geração.
Originalmente pertencente à família Martinengo de Padernello. Uma família importante, grandíssima com quinze ramos, proprietários de terras e castelos em todo o território. A residência contém ricas e raras peças artísticas em estilo barroco. Infelizmente, foi bombardeada em março de 1945 na Segunda Guerra Mundial e durante os séc. XV a XVIII foi reconstruída e reorganizada várias vezes. Mas a grande surpresa é que a sala das mulheres milagrosamente foi salva! Girolamo Martinengo entre 1539 e 1543 ampliou e renovou o palácio em vista do seu casamento com a condessa Eleonora Gonzaga. No interior, há um ciclo de afrescos únicos, a famosa sala onde comandam as mulheres. São oito esplêndidas senhoras Martinengo, imersas numa paisagem exuberante, extraordinária representação da paisagem lombarda com características das Vilas dos Martinengos e Gonzagas, expressivamente orgulhosas de suas famílias e sentadas no jardim pintado por Moretto, em 1543.
Fasciante também o olhar orgulhoso das damas. Tem uma que, se fixarmos bem os olhos, ela torce o pescoço, um reflexo quase divino das mulheres que resistiram à fúria dos homens daqueles séculos. Mulheres possuídas pela paixão, pelo sobrenome, pela sua riqueza e pelo seu poder!
O tesouro desconhecido é de propriedade privada. Atualmente é sede do Círculo ao Teatro, mas é aberto para visitas mediante solicitação prévia. Normalmente não é aberto ao público e uma grande oportunidade para visitá-lo é durante a jornada do FAI, um evento realizado geralmente na Primavera.
Confiram as fotos da minha visita exclusiva!

Sandra Bandeira Nolli