Programa Oportunidades Acadêmicas em universidades norte-americanas

Programa Oportunidades Acadêmicas em universidades norte-americanas

Programa Oportunidades Acadêmicas em universidades norte-americanas

Programa Oportunidades Acadêmicas ajuda estudantes com recursos financeiros limitados na disputa por vagas de Mestrado e Doutorado em universidades norte-americanas 
 
Inscrições gratuitas do dia 16 de setembro a 10 de outubro 
Um número significativo de alunos brilhantes perde a oportunidade de um diploma internacional por falta de recursos financeiros. E muitos estudantes não conseguem pagar pelos testes para aplicarem para universidades. Há 15 anos, o Programa Oportunidades Acadêmicas, uma das iniciativas desenvolvidas pelo EducationUSA, a network do Departamento de Estado Norte-Americano e da Missão Diplomática dos Estados Unidos no Brasil, vem mudando esse cenário custeando todas as despesas relacionadas a candidaturas de alunos com desempenho acadêmico acima da média, mas com recursos financeiros limitados para ingressar em universidades norte-americanas.  A nova seletiva para interessados em se candidatar para Mestrado e Doutorado nos Estados Unidos tem a colaboração da Comissão Fulbright e Fundação Lemann e abre as inscrições no dia 16 de setembro de 2021, quinta-feira.
O primeiro passo para a candidatura ao programa Oportunidades Acadêmicas, feita pelo site www.educationusa.org.br, é preencher um formulário online em inglês, que inclui redações em inglês, e enviar documentos acadêmicos como histórico escolar, além de comprovantes financeiros da renda familiar. Uma vez selecionados, os participantes terão toda orientação da rede do EducationUSA por mais de um ano e terão todas as despesas da candidatura ao Mestrado e Doutorado para universidades norte-americanas pagas pelo programa, como por exemplo material de estudo para testes, acomodação para a realização das provas, alimentação, além de isenção de várias taxas referentes ao envio de documentos de aplicação, tradução de documentos acadêmicos e provas, visto de estudante e passagens aéreas.
O Perfil do Candidato para participar do programa Oportunidades Acadêmicas 
É obrigatório ter domínio intermediário/avançado da língua inglesa e um ótimo desempenho acadêmico. Além disso, atividades extracurriculares, como estar envolvido em projetos de pesquisa e estágios acadêmicos e atuar em projetos de impacto social são valorizadas na análise do perfil. O objetivo é fazer com que os participantes do programa consigam admissão em mestrado ou doutorado em universidades nos Estados Unidos com bolsas de estudos integrais.
“Desde que foi criado, em 2006, mais de 500 participantes passaram pelo programa, tanto em nível de graduação como pós-graduação e mais de 260 foram admitidos em universidades norte-americanas. No caso de Mestrado e Doutorado, só nas duas últimas seleções, mais de 60% dos candidatos eram mulheres, afrodescendentes ou indígenas. Nós acreditamos no processo de empoderamento e transformação dos alunos em espaços acadêmicos. Queremos ampliar as oportunidades para mais alunos e estamos muito felizes em abrir mais esta seletiva,” diz Jake Jacanin, Conselheiro de Educação, Imprensa e Cultura da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil.
Aluno Indígena será o pioneiro de sua tribo nos EUA 
Jósimo Constant ou Kãdeyruya, na língua nativa de seu povo Puyanawa, da Aldeia Barão, no Acre, foi um dos selecionados pelo EducationUSA na última edição do programa Oportunidades Acadêmicas que contou com uma colaboração inédita entre o EducationUSA, a Comissao Fulbright e a Fundação Lemann e Comissão Fulbright. Desde os 4 anos de idade, Jósimo é um encantado pelo inglês, quando ouvia os missionários americanos que visitavam sua Aldeia. Atualmente, sua próxima meta acadêmica é realizar o Doutorado em Ciências Políticas em uma universidade americana para melhorar a política nacional de saúde indígena brasileira.
 ”Quero estudar as práticas médicas voltadas para os indígenas no Brasil e ajudar a mudar a realidade do país através do seu estudo. Acompanhando a minha mãe que tem esquizofrenia, percebi como o nosso povo tem dificuldade de acesso a saúde e ainda possui um tratamento muito precário. Com a oportunidade do EducationUSA e parceiros, vou conseguir crescer, inspirar outros jovens e levar as narrativas do meu povo para o mundo,” conta Kãdeyruya que significa “bom professor” no dialeto nativo.
SERVIÇO 
 
Programa Oportunidades Acadêmicas Mestrado e Doutorado 
O que oferece: Orientação em todas as etapas do processo de candidatura às universidades americanas, além de cobrir todos os custos do processo:, tradução de documentos, materiais de estudo, taxa de provas, deslocamentos quando necessários,  etc.
Quem pode participar: Alunos com recursos financeiros limitados, nível intermediário/avançado de inglês, que tenham terminado o Bacharelado em 2020
Quando: De 16 de setembro a 10 de outubro
Inscrições gratuitas: bit.ly/OPPGrad2021

Sobre o EducationUSA: O EducationUSA é a rede oficial do Departamento de Estado para informações sobre estudos nos EUA e possui uma rede global de mais de 400 centros de orientação. O EducationUSA tem 42 escritórios em diversas partes do Brasil, incluindo os “American Spaces – Centros Binacionais”, universidades e organizações sem fins lucrativos. A missão da rede é facilitar o acesso gratuito às informações sobre oportunidades de estudos nos EUA. Mais informações sobre EducationUSA no Brasil aqui: https://www.educationusa.org.br

Vinkmag ad

Isabel Almeida

A jornalista Isabel Almeida, trabalha atualmente na Embrapa, é editora do site bsbflash, youtuber do canal Flash Brasília e colunista do jornal Alô Brasília. Natural de Brasília, já trabalhou em diversos órgãos do DF, como na Secretaria de Educação; na Administração Regional do Gama; na Secretaria de Saúde, na Câmara Distrital, e também em GO, na prefeitura de Valparaíso, na gestão de José Valdécio. Atuou também no Conselho Federal de Engenharia e Agronomia- Confea, foi editora da revista Fala Prefeito; e colunista da revista AC/DF e colunista do site AIB News do Rio de Janeiro. Desde 2010 é vice-presidente da Câmara de Comércio Brasil e Portugal, e em 2016, foi nomeada presidente do Conselho comunitário do Octogonal e Sudoeste.

Read Previous

Dia do adolescente – Especialista dá dicas para cuidar da saúde da pele

Leia a seguir

Coworking residencial: conheça essa tendência do mercado imobiliário

outubro 27, 2021