Bsb Flash

Afrobeat e resiliência negra no single e clipe de estreia de Ravih, “Lanterna”

Cantor de Parelheiros (SP) chega com mensagem otimista no

Dia Nacional da Consciência Negra

Ravih é nascido e criado em Parelheiros, bairro do sul de São Paulo, e não é de hoje que a música é sua ferramenta de trabalho. Incentivado pelos pais, começou a dedilhar instrumentos aos 11 anos, o que lhe rende uma boa base como compositor e cantor agora que faz sua estreia solo.

 Afrobeat e resiliência negra no single e clipe de estreia de Ravih, “Lanterna”

Para ele, que também é multi-instrumentista, a música é móvel e está aí para ser experimentada. Sem se inibir a estilos que possam colocá-lo numa bolha, Ravih busca trazer o que a música pede naturalmente, ora romantismo, ora consciência social, bases mais cheias ou mais minimalistas, às vezes house, R&B e até folk alternativo.

Neste primeiro single, “Lanterna”, ele se empodera com a batida do afrobeat, pano de fundo para a mensagem que quer passar sobre a força negra, a resiliência. O lançamento vem proposital neste 20 de novembro, celebrado Dia da Consciência Negra, força e história de Zumbi dos Palmares, revolucionário negro de influência direta no pensamento do músico e em sua autoeducação sobre raça, classe e negritude.

“Não poderão dispersar quem nada tem a temer

Quanto mais vento soprar

Mais nós vamos ascender

Até o topo e vencer”

Em “Lanterna”, transformou sua revolta quanto ao assassinato de crianças negras em uma canção que desdobra a tristeza dos fatos em superação, garra, arte. Sua voz macia não deixa de trazer o peso da realidade, exposto através da poética da letra, como neste verso em que faz uma metáfora para lá de cabível:

“Eu vou dançar no caos do mundo em trevas

Jamais deixar o mal assumir as rédeas

A vida é uma vela

Mas eu sou lanterna”

O clipe foi gravado nas proximidades de Parelheiros e tem como tema um paraíso para onde vão as crianças e jovens pretos que tiveram suas vidas interrompidas.

O assunto é forte mas consegue ser abordado com a aura leve, talvez trazida pelas cores predominantemente primárias do vídeo ou pela natureza usada como cenário. Ravih complementa a ideia do clipe dizendo:

“Meu personagem chega ao paraíso dos jovens negros sem entender bem onde ele está até que encontra com sua versão mais nova, que o “ilumina” e o faz lembrar como ele morreu: atingido por uma bala ‘perdida’ enquanto voltava do trabalho numa obra, referência ao caso de Joilson Pereira e tantos outros pretos que foram ‘confundidos’. No final do clipe, meu personagem não morre, ele já está morto e apenas revive a cena em sua memória. No paraíso tem um total de nove pessoas, contando eu, as crianças e a dançarina, simbolizando os mortos do massacre de Paraisópolis. É por isso que as crianças e a menina dançam. O capacete com a lanterna é um símbolo de resiliência, complementar à letra, no sentido de algo que pode se apagar mas ser recarregado.”

Com o lançamento de “Lanterna”, Ravih começa a se inserir no crescente movimento de artistas autorais e independentes que despontam das periferias com muito a dizer e cantar.

Na sequência deste single, o músico lança o primeiro EP, Distância, com quatro faixas, em 4 de dezembro.

 Afrobeat e resiliência negra no single e clipe de estreia de Ravih, “Lanterna”
(Foto – Damaris Belchior)

“Lanterna” está disponível em: https://bit.ly/3oStpNm

Assista ao clipe:

Sobre:

Ravih é paulistano, mas trouxe do sânscrito seu nome artístico, que, na língua indiana denomina o sol. A predominância solar não está apenas na alcunha por ele escolhida mas em sua musicalidade, voltada para estilos mais festeiros como o pop, o R&B e o soul. Aos quatro anos, já se arriscava cantando em casa influenciado por sua mãe (líder de um coral infantil), e vivia o amor pela música que vinha do pai, que o presenteou com um teclado aos 11 anos. Incentivado pela família, começou a escrever canções próprias ainda na adolescência e essa prática resulta agora com a estreia de sua carreira musical. Entre as inspirações, ele cita Tim Maia, Criolo, Tulipa Ruiz, Liniker, Michael Jackson, David Bowie, Alicia Keys e Bruno Mars. Ravih se lança profissionalmente com o single e clipe de “Lanterna”, que adiantam a chegada de seu primeiro EP, Distância.

 Afrobeat e resiliência negra no single e clipe de estreia de Ravih, “Lanterna”
(Foto – Damaris Belchior)

Ficha técnica “Lanterna”:

Música:

Composição e voz: Ravih

Produção musical: Danilo Komatsu e Ravih

Mix e master: Danilo Komatsu

Gravado no D3 Studios (SP)

Vídeo:

Direção: Geovannis (Canis Filmes)

Roteiro: Geovannis e Ravih

Produção de vídeo: Gabriel Crial

Produção executiva: Ravih

Diretor de elenco: Geovannis

Figurino: Ravih

Elenco: Ack Casimiro, Samuel Fernandes, Matheus Fernandes, Tauan Douglas, Tissiane Lima, Lucas Lourenço, Luan Lourenço e Isaac Santos

Comunicação digital: Carter Music

Siga Ravih: Instagram | Facebook | Twitter | YouTube

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Atualizações Recentes

Menu de Inverno do Santé tem referências juninas

Menu de Inverno do Santé tem referências juninas

A chegada do inverno coincide com um dos períodos mais queridos dos brasilienses, as Festas Juninas. Unindo as duas referências, o Menu de Inverno das

A Fazenda Pública em Juízo

Ana Tereza Basílio, vice-presidente da OAB-RJ , Luciano Bandeira, presidente da entidade, e Hilario Franklin, presidente da OAB de Nova Iguaçu, farão a abertura do

Yard by Hidden+ IVV – II edição

Desativada há quase três décadas, antiga sede do Clube da Imprensa é restaurada para sediar lounge bar O que é bom merece bis. É o

IMP Concursos promove aulão beneficente para a SEDF

As notícias para o concurso da Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEDF) estão movimentadas. Então, a melhor hora de iniciar a preparação é agora!

%d blogueiros gostam disto: