Novo sistema instalado vai reduzir custos operacionais, de manutenção e de energia elétrica

 A Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) colocou em operação um novo sistema na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do Gama, localizada na DF-290. A modernização inclui a substituição da antiga estrutura que funcionava desde 2004, quando foi inaugurada a ETE. Os novos equipamentos vão permitir mais celeridade no sistema biológico utilizado no tratamento de esgotos. Com isso, o processo será mais rápido, eficaz e com economia de energia. A ETE Gama atende uma população de aproximadamente 135 mil habitantes.

O sistema implantado tem como objetivo o fornecimento de oxigênio para os microrganismos que atuam no tratamento de esgotos e inclui tubulações de distribuição de ar, ramais, grades e suportes, tudo produzido em aço inoxidável, mais durável que o sistema anterior, que era de PVC. Segundo a superintendente de Operação e Tratamento de Esgoto da Caesb, Ana Maria Mota, o novo sistema é mais moderno e permite um tratamento mais eficaz. “Isso vai garantir maior eficiência na transferência de oxigênio para os microrganismos presentes nos reatores, aumentando a eficácia de tratamento e a qualidade dos esgotos tratados”, esclareceu a superintendente.

Durante a modernização do sistema, a Caesb também reformou os reatores e os sistemas de raspagem usados no tratamento do esgoto, colocando peças mais novas e compostas por aço inoxidável. Foram instalados ainda novos equipamentos de medição e controle da qualidade do tratamento.

Segundo o superintendente de Manutenção Industrial da Caesb, André Ricardo Brasileiro, a modernização da ETE Gama vai permitir uma vida útil maior dos reatores. “Vamos otimizar o consumo de energia elétrica. Foram instalados novos misturadores de superfície para melhorar o sistema dentro do reator. Isso vai facilitar o contato da biomassa com os esgotos em tratamento”, explicou André Ricardo.

O investimento realizado pela Caesb na ETE Gama foi de R$ 1.355.000,00, com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). As obras no sistema de aeração também estão sendo realizadas nas ETEs Melchior, Brasília Sul e Brasília Norte.

As melhorias nas Estações de Tratamento de Esgotos do DF fazem parte de uma série de investimentos da Caesb para garantir mais qualidade de vida à população. O diretor de Operação e Manutenção da Companhia, Carlos Eduardo Borges Pereira, ressaltou a importância das obras que estão ocorrendo em várias ETEs. “Sem dúvida alguma, elas são um divisor de águas no tratamento de esgotos no Distrito Federal. Essas melhorias estão alinhadas com a missão da Companhia em desenvolver e implementar soluções e gestão em saneamento ambiental, contribuindo para a saúde pública, a preservação do meio ambiente e o desenvolvimento socioeconômico”, ressaltou o diretor.

Veja aqui o novo sistema em funcionamento.

Crédito das fotos: Divulgação/Caesb

Artigo anteriorCentro Cultural Cesgranrio lança no YouTube Rio eu gosto de você
Próximo artigoEscritora Lêda Selma é premiada com Troféu Jaburu 2020
Avatar
A jornalista Isabel Almeida, trabalha atualmente na Embrapa, é editora do site bsbflash, youtuber do canal Flash Brasília e escreve em diversos sites como: colunista do jornal Alô Brasília. Natural de Brasília, já trabalhou em diversos órgãos do DF, como na Secretaria de Educação; na Administração Regional do Gama; na Secretaria de Saúde, na Câmara Distrital, e também em GO, na prefeitura de Valparaíso, na gestão de José Valdécio . Atuou também no Conselho Federal de Engenharia e Agronomia- Confea, foi editora da revista Fala Prefeito; e colunista da revista AC/DF e colunista do site AIB News do Rio de Janeiro. Desde 2010 é vice-presidente da Câmara de Comércio Brasil e Portugal,e em 2016, foi nomeada presidente do Conselho comunitário do Octogonal e Sudoeste.