Campanha do agasalho: Brasal realiza a entrega das doações

Campanha do agasalho: Brasal realiza a entrega das doações

Campanha do agasalho: Brasal realiza a entrega das doações

Ação aconteceu em julho e arrecadou roupas de frio e cobertor

Seguindo seu compromisso social e visando oferecer um gesto de gentileza a comunidade onde atua, a Brasal Incorporações lançou no mês de julho a campanha do agasalho: “Você doa, a gente doa mais um”. Em Brasília, foram arrecadados 815 (cobertores e agasalhos) e 947 peças avulsas. A empresa fez a doação de mais 815 cobertores, mantendo o compromisso de, a cada item recebido na campanha, doar mais um.

Colaboradores, corretores, clientes e demais pessoas doaram peças em bom estado de conservação, como blusa e calça de frio, suéter, moletom, jaqueta, casaco, meia, luva, touca, cachecol e cobertor. O propósito foi de sensibilizar a população de uma forma direta, como explica o diretor geral da Brasal Incorporações, Dilton Junqueira. “A campanha faz parte do calendário anual de ações de nossas unidades e tem por objetivo sensibilizar as pessoas sobre a importância de doar agasalhos ou cobertores. Acreditamos que é preciso apenas uma fagulha para acender a chama da solidariedade”, comenta.

As doações foram destinadas às Organizações Não Governamentais (ONGs) Eu Solidário e Anjos sem Asas, e também ao Japão Viela 17, grupo de rap da Ceilândia. “A distribuição pelo grupo Eu Solidário foi feita na Estrutural, (Santa Luzia) e Taguatinga, enquanto o Japão Viela 17 focou suas doações na Ceilândia. Eu fiz micro ações pelo Plano Piloto para famílias em situação de rua.”, disse o colaborador do Eu Solidário, Raphael Deeter.

Já a Anjos Sem Asas conseguiu ajudar 82 famílias que foram acolhidas pelo Instituto Crescer e atualmente moram na instituição. As doações também atenderam cerca 150 pessoas em situação de rua em Taguatinga e Ceilândia, como também 300 moradores da Rua da Paz (Estrutural) e 250 pessoas no Condomínio Porto Rico em Santa Maria.

“Nosso objetivo é mostrar que talvez não possamos mudar o mundo, mas sempre podemos mudar a realidade. Enxergar de perto a dor do outro, ter a sensibilidade de estar junto. A campanha nos dá a humildade diante da vida e nos faz continuar todos os dias com a esperança de um futuro melhor”, comentou a fundadora da ONG Anjos Sem Asas, Adriana Caldeira.

Para Jean Oliveira, diretor da Brasal Incorporações – filial Brasília, a pandemia da Covid-19 colocou mais pessoas em situação de vulnerabilidade e ações sociais destinadas a colaborar de forma positiva com esse público são essenciais no mercado empresarial. “Precisamos estar atentos ao que acontece em nossa sociedade e encontrar mecanismos para contribuir com os problemas sociais. Nossa campanha é apenas uma de nossas ações e, em tempos tão frios, poder aquecer corações com solidariedade e carinho é o mais gratificante”, detalha.

Redação

Read Previous

Seu sonho de estudar nos EUA começa aqui!

Leia a seguir

Alagoana Aninha Monteiro preside Febraccos

setembro 16, 2021