De passagem pelo Brasil, músico radicado nos Estados Unidos se apresenta em Brasília e na Chapada dos Veadeiros, com a participação especial da cantora Izabella Rocha

O multi-instrumentista, cantor, produtor musical e educador Rafael Pondé, que atualmente reside nos Estados Unidos, está de passagem por Brasília para rever amigos, e, claro, fazer música, com direito a uma miniturnê, de 18 a 20 de fevereiro. Serão três apresentações em que contará com a participação especial da cantora Izabella Rocha.

As apresentações começam na capital em 18 de fevereiro, no Peccato Empório Bistrô, espaço intimista localizado no Lago Sul, que aposta na boa música para acompanhar as criações do chef Gustavo Gracindo. Daqui, segue para a Chapada onde realiza mais dois pocket shows. Em 19 de fevereiro, faz show no Rústico, quase um reduto da música brasiliense em São Jorge, e, no dia seguinte, apresenta-se Na Mata, nova casa da chef Mara Alcamim, um refúgio gastronômico e cultural nas proximidades do Rio da Lua.

 

Amigos desde os tempos do Nativus, Rafael e Izabella chegaram a dividir o mesmo palco durante a turnê do “Nova Missão”, no período em que o músico integrou o Natiruts como guitarrista. Anos mais tarde, ao deixar a banda e fundar o InNatura, ao lado dos também ex-integrantes do Natiruts Kiko Peres e bruno Dourado, Izabella gravou “Sorriso de Flor”, de Pondé. “É uma música importantíssima na minha carreira, pois marcou minha transição de backing vocal para lead vocal. ‘Sorriso de Flor’ é linda demais e fez um enorme sucesso e faz parte da programação de rádios como a Nova Brasil. Até hoje é uma das preferidas do meu público”, conta Izabella. A música, claro, faz parte do repertório das apresentações.

Sobre Rafael Pondé

Rafael Pondé é apaixonado por música de todo o mundo, especialmente pela afrodiaspórica. Gravou oito discos e colaborou com diversos artistas, desde o produtor Hans Martin Buff (Prince, Joss Stone , Scorpions) ao pianista americano ganhador do Grammy ,Bill Anschell, entre outros. Suas apresentações musicais e projetos de ensino são influenciados pela música brasileira.

Fez parte das bandas (Diamba e Natiruts). É autor de “Sorriso de Flor” gravada pela banda Innatura e de “Princesa do Cerrado” gravada pelo Natiruts. Suas performances explosivas apresentam um híbrido de ritmos, variando por diferentes estilos de música global, principalmente a de influência africana.

Natural de Salvador, ele também promove a compreensão cultural e combate o racismo. Rafael recebeu dois prêmios para representar o Brasil nos Estados Unidos, onde reside atualmente. Em 2015 venceu o edital federal de intercâmbio cultural do Minc (Governo federal), que deu origem ao projeto “United Americas of Sound”, com músicos do Brasil, Estados Unidos, da Colômbia e de Porto Rico. Como produtor musical, Rafael tem produzido músicas para diversos artistas, como Omni MC (Philadelphia), Spenser Michaels (Philadelphia), Desanguashington (Washington DC), Mununu (Brasil), Tamara Pessoa (Brasil), Diamba (Brasil), Natiruts (Brasil).

Sobre Izabella Rocha

Izabella Rocha foi uma das fundadoras da banda de Reggae Natiruts, uma das principais bandas do Brasil, surgida em 1996. Como backing vocal e cantora, ela gravou cinco discos de estúdio – “Nativus” (1997), “Povo Brasileiro” (1999), “Verbalize” (2001), “Qu4tro” (2002) e “Nossa Missão” (2005) – e fez centenas de shows pelo país.

Em 2006 saiu em busca das raízes musicais e, no ano seguinte, criou – ao lado de Bruno Dourado (percussão) e Kiko Péres (guitarrista), também ex-integrantes do Natiruts – o grupo InNatura, com o qual gravou mais três álbuns: o ao vivo “Um Artista Brasileiro” (2007, lançado em DVD), “Bossa Ragga” (2010) e “Innatura 3” (2013).

Com a maternidade – ela é mãe de Gabriela, Rafael e Elis –, entrou no contato profundo com a feminina e percebeu sua ligação com a natureza do planeta Terra, verdadeiro útero para toda a vida. Esta foi a base de “Gaia”, o primeiro disco solo e autoral, lançado em 2016, celebrando seus 20 anos de carreira. Como letras foram inspiradas pelo sagrado feminino e a mãe natureza.

Em meados de 2020, Izabella Rocha começou a lançar o segundo álbum solo, “Bella”, onde mescla influências do Jazz, Reggae, Soul, Samba Jazz e Bossa Nova, entre versões diversas e músicas inéditas. O lançamento acontece se forma segmentanda, single a single.

Serviço:

Cerrado Tour RAFAEL PONDÉ (participação especial de Izabella Rocha)

18/02 (20h)- Peccato Empório Bistrô

QI-09, Lago Sul

19/02 (19h)- Rústico

São Jorge- Chapada dos Veadeiros

20/02 (15h)- Na Mata

Rio da Lua- Chapada dos Veadeiros

Preço: couvert artístico das respectivas casas