Bsb Flash

Dia da coragem: um bom empreendedor não foge à luta

O Brasil registrou um número recorde de abertura de empresas, segundo dados do Ministério da Economia. Foram 3,359 milhões de novos empreendimentos criados em todo o ano de 2020, 6% a mais do que em 2019. Os números demonstram que maior que o medo do novo vírus, foi a coragem dos empreendedores brasileiros

A coragem é uma qualidade tão nobre que possui até uma data própria no calendário para ser lembrada: 6 de maio. Mas o Dia da Coragem, poderia muito bem ser chamado de Dia do Empreendedor, afinal abrir um negócio ou mesmo mantê-lo é sempre um grande desafio, e em tempos de uma crise gerada por uma pandemia esse sentimento de enfrentamento às dificuldades é ainda mais necessário.

E coragem foi o que não faltou à empresária goiana Luana Lúcia, de 24 anos, que depois de apenas 13 dias de funcionamento da loja que tinha acabado de abrir, precisou fechar o estabelecimento, em virtude das medidas restritivas ao comércio que começaram a entrar em vigor em março do ano passado. “Via as notícias na TV que vinham lá da China e achava que demoraria a chegar no Brasil. Mas não completou nem duas semanas e tivemos que fechar temporariamente a loja”, lembra Luana, que é lojista no Shopping Estação Goiânia, maior shopping de atacarejo em confecção no Centro-Oeste.

Ela, assim como muita gente, pensou que a pandemia seria breve, mas as dificuldades se estenderam muito mais tempo do que se imaginava. Mas desistir não foi uma opção para a jovem empreendedora que, mesmo sem ter sua marca de moda feminina conhecida no mercado, decidiu ir em frente com a sua primeira empresa. Luana integra um enorme contingente de empreendedores brasileiros que mesmo em pleno ano da pandemia do novo coronavírus, decidiram enfrentar as dificuldades e abrir seu próprio negócio. O Brasil registrou um número recorde de abertura de empresas, segundo dados do Ministério da Economia. Foram 3,359 milhões de novos empreendimentos criados em todo o ano de 2020, contra 1,044 milhão que foram fechados, o que dá um saldo positivo de 2,315 milhões de novos CNPJs criados. O número de novos negócios abertos é 6% maior do que em 2019. Os dados demonstram que maior que o medo do novo vírus foi a coragem dos brasileiros em empreender.

Sonho
Formada em arquitetura, Luana diz que sempre gostou de moda e antes mesmo de entrar para a faculdade tinha o sonho de ter sua própria loja. “Eu não queria trabalhar como empregada e sabia que não conseguiria me manter só da arquitetura, então comecei a me planejar”, conta a jovem empreendedora. Além de coragem, Luana teve também uma boa dose de inspiração, que veio da irmã mais velha, que também é empresária e já trabalhava com moda desde os 16 anos. “Minha irmã e minha mãe me apoiaram muito neste momento difícil”, ressalta.

Luana diz que as estratégias de marketing digital que aprendeu com a irmã foi o que a ajudou. “Investi no marketing pelas redes sociais, principalmente o Instagram. Isso no começo me ajudou demais. Então quando fomos liberados para abrir, em julho do ano passado, já tinha alguns clientes, mas mesmo assim dava para pagar só o essencial. Só no fim do ano que consegui ter um lucro”, relata.  Mas tais dificuldades não desanimaram Luana que, para poder manter o seu negócio durante a crise, usou muito da criatividade e da resiliência. “Como precisava gastar o mínimo possível, eu e minha irmã fazemos tudo. A gente monta os looks, orientamos as costureiras, administramos, fazemos o marketing, as fotos, somos as vendedoras e as modelos também”, diz a microempreendedora.

Depois de um ano de pandemia, mesmo ainda com algumas dificuldades, Luana diz que a coragem para empreender só aumentou e a experiência também. Ela inclusive dá dicas a outros pequenos empreendedores que passaram ou estão passando pelas mesmas dificuldades. “No caso da moda, faça uma boa estratégia de marketing digital; preocupe-se mais com variedade do que com quantidade; traga sempre novidades, e nas finanças seja muito pé no chão, guarde sempre uma reserva para reinvestir na empresa”, orienta a lojista.

Além da coragem
Segundo o educador e planejador financeiro Maurício Vono, além da coragem, um bom empreendedor precisa ter outras qualidades igualmente fundamentais como organização e planejamento. Nesse sentido o especialista dá dicas importantes, tanto para quem está começando um novo negócio ou quem já tem um, mas sente que as coisas não andam bem.

“Entender a dimensão do negócio é importante. A grande questão não é ter pouco recurso para montar um negócio, mas sim subestimar o tamanho do recurso que é necessário, esquecendo de coisas básicas para qualquer negócio, como o capital de giro, importante para repor mercadorias, pois muitas serão vendidas a prazo”, afirma Maurício Vono.

Segundo o educador financeiro, não cuidar do fluxo de caixa da empresa é o erro mais comum entre os empreendedores iniciantes. “Muitas pessoas abrem um negócio por necessidade, e aí quando começam a vender e o dinheiro entra, elas logo começam a fazer retiradas, mas esquecem que qualquer negócio tem uma cadeia de custos fixos e custos variáveis”, orienta Vono. As despesas fixas, como o próprio nome já diz, são aqueles gastos que a empresa terá todos os meses, independente de vender ou não, tais como aluguel, energia elétrica, água. Já os custos variáveis, no caso de uma loja de roupas, por exemplo, são a comissão dos vendedores, o custo das mercadorias, matéria-prima e outros.

Outra dica do educador financeiro é o empreendedor prever no orçamento da sua empresa um percentual mínimo para reinvestir. Criatividade e resiliência são outras duas características essenciais a qualquer empreendedor, segundo Maurício Vono. “Na minha opinião, criatividade é a principal qualidade de um empreendedor, depois vem a resiliência, que é muito importante para termos foco e resistir às dificuldades que certamente virão, neste sentido acho que a resiliência até se confunde com a coragem. E por fim é preciso ter organização, entender os processos de gestão básicos”, destaca.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Atualizações Recentes

Público confere a XV Edição do IESB em Cena

Trabalhos dos alunos serão apresentados on-line de 21 a 24/6, com apresentação especial gratuita da peça teatral Lorem Ipsum Dolor Sit Amet no dia 25/6,

Soul Brasília comemora aniversário com concurso cultural

Grupo de relacionamento realiza concurso inspirado na cidade e movimenta o segmento de arquitetura e design de interiores A arquiteta Vanessa von Glehn é a

Dúvidas mais comuns sobre cirurgia bariátrica

Peso mínimo para o procedimento, necessidade de plástica após a cirurgia, entre outras perguntas foram respondidas por especialista no assunto Há muitas dúvidas em torno

Vila Jeri inaugura campanha de doação de alimentos e agasalhos

Jeri Solidária, a ação conduzida pela vila temática em parceria com a CUFA-DF, incentiva a população a doar a quem precisa, na temporada fria do

%d blogueiros gostam disto: