Dia das crianças – Dermatologista dá dicas de cuidados com a pele dos pequenos

Dia das crianças - Dermatologista dá dicas de cuidados com a pele dos pequenos

Dia das crianças – Dermatologista dá dicas de cuidados com a pele dos pequenos

Entenda quais cuidados devemos ter com a pele das crianças

Embora tenha o mesmo número de camadas ao longo de toda a vida, durante a infância a pele é um quinto menos espessa que na vida adulta. Por isso, merece cuidados especiais e atenção constante. É nessa fase, que ocorrem as primeiras manifestações clínicas de doenças que podem permanecer até a idade adulta, como a dermatite atópica, por exemplo.

Os cuidados devem ser iniciados desde o nascimento, principalmente com a higiene. Já na fase da infância, onde existe o risco de transmissão de infecções e parasitoses pelo contato da criança com o chão, o hábito de levar as mãos e os objetos até a boca e a proximidade com outras crianças nas creches e escolas, esses cuidados devem ser ainda mais intensivos.

De acordo com o dermatologista Erasmo Tokarski, os pais devem estar sempre atentos às lesões que nasceram com a criança e àquelas que foram aparecendo ao longo da vida.

“Diante da percepção de manchas, bolinhas, bolhas ou feridas com ou sem coceira, com evolução aguda ou crônica deve-se procurar um especialista nos cuidados da pele infantil. Esse médico também avalia as alterações que aparecem nas unhas e nos cabelos da criança.”, explica Tokarski.

Dia das crianças - Dermatologista dá dicas de cuidados com a pele dos pequenos
Dia das crianças – Dermatologista dá dicas de cuidados com a pele dos pequenos

As principais doenças que acometem a pele dos pequenos são simples de serem tratadas se descobertas no início. Alguns exemplos são fungos e micoses, muito comuns durante a infância, mas facilmente tratáveis com medicamentos prescritos pelo dermatologista. Piolhos também entram nessa lista! Esses seres sugadores de sangue vivem e se reproduzem na superfície da pele e dos pelos. Ainda é comum em creches, escolas, entre outros. O tratamento pode ser feito com shampoos e medicamentos.

A dermatite atópica é uma doença crônica, bastante comum em bebês, que causa inflamações na pele e costuma ter causas genéticas. Os sinais e sintomas incluem coceira, vermelhidão, bolhas e descamação da pele, e é tratada com pomadas, medicamentos por via oral e cuidados para prevenir as crises.

O especialista cita alguns cuidados básicos com a pele das crianças:

A higiene diária, o uso de protetores solares, a hidratação e uma alimentação saudável são alguns dos cuidados essenciais para uma pele saudável.

Atenção com o uso de produtos – atualmente, existem muitos cosméticos que são destinados à pele infantil, porém, é importante que sejam usados apenas com a indicação do dermatologista. Esses dermocosméticos precisam ser livres de perfume e corante para evitar irritações.

O protetor solar é o melhor amigo do seu filho – por ter uma quantidade menor de melanina, a pele da criança também é bastante fotossensível e, consequentemente, possui mais chances de desenvolver queimaduras solares.

É importante fazer o uso do protetor solar com FPS 30, no mínimo, a partir dos seis meses de vida. Antes dessa idade, proteja o seu filho da radiação com barreiras físicas – chapéus, guarda-sol e roupas com proteção UV.

Vinkmag ad

Redação

Read Previous

Certificação dos orgânicos em debate em Mato Grosso

Leia a seguir

Lady Driver: App de mobilidade voltado para o público feminino chega à Goiânia com surpreendente número de passageiras interessadas.

outubro 27, 2021