Bsb Flash

Em crescimento, mercado de automação residencial se torna setor promissor no país

Investir em cursos de capacitação e conhecimento é o diferencial para quem deseja atuar na área

Conforto, economia, segurança e praticidade são algumas das vantagens de quem tem ou quer ter um lar high tech (em português “alta tecnologia”). E essa realidade está cada dia mais presente na vida dos brasileiros. Dados de 2018 da Associação Brasileira de Automação Residencial e Predial – AURESIDE, apontou que os dispositivos IoT (internet das coisas) para residências inteligentes entrarão em 53,9% das residências nos EUA até 2023. Até 2015, o Brasil ocupava a sexta posição em mercado de automação e o estudo revelou uma grande tendência a subir de posição.

Uma das premissas para confirmar essa tendência é o alto investimento de empresas brasileiras em cursos e capacitação.Por perceber um crescimento no setor, empresários se aperfeiçoam e buscam levar conhecimento a outros profissionais. O diretor da Seype Engenharia, com sede no Distrito Federal, Júlio Seype, relata que, somente em 2020, a procura por serviços de automação em sua unidade teve um crescimento três vezes maior quando comparado ao ano anterior. Para o engenheiro mecatrônico, especialista em gestão de projetos, o crescimento se deve ao aumento da procura de investidores e pessoas físicas e jurídicas por projetos elétricos e de automação com o objetivo de aumentar o conforto de suas instalações.

“São vários os benefícios, mas podemos citar alguns de destaque como, por exemplo, a segurança, o conforto e praticidade no dia a dia. A automação residencial é uma nova vertente da engenharia civil onde a tecnologia é utilizada para facilitar tarefas que uma pessoa faz durante o dia, e torná-las automáticas, pontua.

Com tanta procura, o mercado se torna cada dia mais exigente. A era da indústria 4.0 utiliza a IoT (internet das coisas) e vive a transformação digital. O uso intenso de novas tecnologias acompanha mudanças cada vez mais rápidas, tanto no ambiente de trabalho quanto na vida pessoal. São muitos os desafios e, um deles, é relativo à capacitação profissional.

Para o gestor Júlio Seype,o uso adequado e eficiente de novas técnicas e ferramentas de trabalho são necessários, assim como novos conhecimentos e visão estratégica. Em dezembro passado, o empresário com mais de dezesseis anos no mercado e grande experiência na área acadêmica, iniciou no mercado de capacitação. Em seu primeiro curso, Júlio, trouxe o conceito e aplicação da automação residencial. Para o primeiro trimestre de 2021, o especialista já tem engatilhado um novo projeto: o curso de integradores de automação residencial (AR) que ocorrerá em módulos e tem como objetivo ensinar os participantes a projetar sistema de AR. Ao final, concluído cada módulo, o participante recebe emissão de certificado e, ao final do curso, o certificado de integrador.

“Com a tecnologia em evidência, o mercado de automação ganha cada dia mais adeptos. Com isso, surgem, também, diversas oportunidades de trabalho que necessitam de mão-de-obra qualificada. Estamos apostando neste mercado porque entendemos que qualificação é o grande diferencial dentro de um setor”, finaliza.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Atualizações Recentes

“Mundo Diferente”: mesmo escrita antes da Pandemia, música tem letra que retrata momento atual

Uma música que começou a ser escrita há alguns anos e finalizada uma semana antes da Pandemia Mundial do Coronavírus, tem muito a ver com

Kamaizar Lidera em App Palco MP3 como um dos mais baixado em MG

De origem humilde e da cidade de Curvelo no interior do estado de Minas Gerais, localizada há cerca de 168 km de Belo Horizonte, nasceu

Vinhedo Girassol promove visitação com degustação na plantação de uvas Syrah no cerrado

Clima e solo propícios para a plantação de uvas, somados ao sistema de Dupla poda, que conduz as uvas  para o amadurecimento no período seco

Doença Falciforme afeta 7 milhões de brasileiros e metade da população diz desconhecer a doença

O Dia Mundial de Conscientização sobre a Doença Falciforme é celebrado em 19 de junho para trazer conhecimento sobre o caso 47% da população diz

%d blogueiros gostam disto: