Bsb Flash

Especialista tira dúvidas sobre obesidade mórbida e cirurgia bariátrica

Dr. Thales Maia explica como é diagnosticada a doença e a importância do procedimento cirúrgico

 A cada ano que passa, a obesidade mórbida atinge um maior número de pessoas no Brasil e, com isso, há um aumento na procura pela cirurgia de redução de estômago, conhecida como bariátrica. Diferente do que muitos pensam, o procedimento não pode ser considerado estético, muito pelo contrário, após passar por ele, os pacientes se curam de várias doenças e podem aumentar a expectativa de vida em até 10 anos.

Segundo o Dr. Thales Maia, Cirurgião Geral com especialização em Cirurgia Bariátrica, que atende no Centro Médico São Miguel (Asa Sul), existem  pacientes que procuram  a cirurgia visando apenas a estética, mas esse objetivo nunca deve ser o principal. “A cirurgia de redução de estômago jamais deve ser considerada um procedimento estético, ela tem o intuito de resolução da doença da obesidade e suas comorbidades”, afirma.

Mais de 90% dos pacientes com a doença sofrem com pressão alta, diabetes, esteatose hepática (acúmulo de gordura no fígado), incontinência urinaria, depressão, dor articular no joelho, tornozelo, lombar, falta de ar com qualquer tipo de exercício, como subir escadas, por exemplo e apneia do sono, acordando mais cansados do que quando foram dormir.

Antes de passar pelo procedimento cirúrgico, são realizadas avaliações por diversos profissionais, como nutricionista, psicólogo, endocrinologista, pneumologista e cardiologista. Também são obrigatórios exame de sangue, endoscopia e ultrassom. Dependendo do paciente e da avaliação de cada profissional, podem ser pedidos mais exames.

Segundo o doutor, o diagnóstico de obesidade mórbida é feito calculando o peso pela altura ao quadrado. “A partir do Índice de Massa Corporal –  IMC acima de 30, é obesidade grau 1, acima de 35 obesidade grau 2, e acima ou igual a 40, obesidade mórbida. Com esse último, a expectativa de vida do paciente diminui em 10 anos,  e a qualidade de vida reduz drasticamente”, relata.

O especialista explica que a cirurgia soluciona a maioria dos casos de obesidade mórbida, mas é importante lembrar que depende de outros fatores. “O paciente precisa fazer a parte dele e o acompanhamento multidisciplinar, se não faz, pode voltar à obesidade mórbida, com o peso antigo e, em alguns casos, até mais pesado”, afirma,

Para finalizar, o Dr. Thales Lembra que são vários os benefícios alcançados pelos pacientes que passam pelo procedimento cirúrgico. “Entre eles, a perda do peso, redução de doenças, diminuição do risco de mortalidade, elevação da autoestima e, por fim, a melhora na qualidade de vida”, finaliza.

Ana Lídia, que passou pelo procedimento após ser diagnosticada com obesidade mórbida, atesta o que foi dito pelo doutor. “A cirurgia bariátrica mudou a minha vida, para melhor. Hoje tenho muito mais qualidade de vida, em todas as áreas, não tenho restrição alimentar e vivo muito feliz, diferente de antes. Faço acompanhamento médico de forma correta, meus exames estão sempre em dia e a minha alimentação é a mais adequada possível e sem sofrimento. Espero que o meu exemplo sirva para motivar outras pessoas”.

 

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Atualizações Recentes

Nome em ascensão no jazz mundial, Jazzmeia Horn se reinventa em disco que explora questões femininas e raciais de modo inédito

“Dear Love” é antecipado pelo single “Lover Come Back to Me” Unindo jazz com inspirações de R&B e hip hop, Jazzmeia Horn se prepara para

Especialista avalia prós e contras da verticalização nas grandes cidades

Especialista avalia prós e contras da verticalização nas grandes cidades

Para arquiteta e urbanista, numa cidade compacta, a menor necessidade do uso de transporte individual impacta positivamente no trânsito, no meio ambiente e  nos serviços

Campus Party Digital Edition tem transmissão ao vivo no Kwai

Campus Party Digital Edition tem transmissão ao vivo no Kwai

App de vídeos curtos transmite ao vivo, de 22 a 24 de julho, as ativações do palco Fábrica de Empreendedores sobre empreendedorismo digital, disruptivo e

Festa da Vinícola em Pirenópolis

Festa da Vinícola em Pirenópolis

Uma experiência única e inovadora vem chegando no próximo sábado, 24 de julho em Pirenópolis, é a Primeira Festa da Vindima da Vinícola Assunção. O

%d blogueiros gostam disto: