Festa de Cosme e Damião, em plena Praça da Sé

Festa de Cosme e Damião, em plena Praça da Sé

De um lado: movimento religioso e solidariedade. Do outro: crianças em festa e pura diversão. Foi exatamente assim que aconteceu ontem, na Praça da Sé, bairro central na parte histórica de São Paulo, ponto estratégico da capital paulista.

Um dia especial para muitos, que o diga para Denisson D’Angiles, ou simplesmente Pai Denisson – Sacerdote de Umbanda. Dirigente e fundador do Instituto CÉU Estrela Guia e CÉU Pela Vida. Mentor da atividade, o sacerdote já faz diariamente atendimento em São Paulo. Registra um feito, só esse ano, já ultrapassou 200 toneladas de alimentos para moradores de rua. Mas no sábado, tudo foi diferente, do começo ao fim.

“Pra nós foi inédito, algo que nós nunca tínhamos vivido né? Realizamos uma festa de Cosme e Damião na rua e com as proporções que nós fizemos, o resultado foi surpreendente, levamos alimentos extras, levamos brinquedos a mais e foram distribuídos todos. Um lado mais que positivo, que é poder doar, abraçar essas pessoas, poder levar um pouco de carinho, de empatia, de sorriso e de esperança”. pontuo o Pai Denisson.

A festa ocorreu ao lado da Catedral da Sé, contou com a distribuição de em torno de 2000 saquinhos de doces, 2000 hot dogs, bolos, brinquedos e outros, foi entregue também fraldas para os pequenos (um dos acolhimentos que o Instituto já realiza durante o ano), em concordância da festa anual e cultural da Festa de Cosme e Damião. O grupo orquestrado pelo CEU Estrela Guia, seguiu todos os protocolos de prevenção e combate ao vírus.

Para o religioso, a tarefa de recolher os brinquedos, separar e montar toda a estrutura foi bastante cansativa, sem falar do desgaste espiritual, requer muito trabalho. E às 15h já estava tudo pronto e só pararam depois das 23h. Mas a satisfação foi compensadora.

“Muitas pessoas na miséria, com fome, onde perderam tudo e grande parte na pandemia, poder ter este contato com essas pessoas, poder olhar para essas pessoas e receber gestos carinhosos nos emocionou muito. Contudo foi uma experiência nova também para a cidade, importante salientar isso, mudando esse aspecto frio e desolador nessa fase que estamos”, sentenciou Pai Denisson.

E ainda encontraram fôlego para outra parada, a cerca de um quilômetro depois, foram para outra distribuição, dessa vez no Pateo do Collegio, complexo histórico-cultural-religioso pertencente à Companhia de Jesus, ordem religiosa dos jesuítas, para suprir outro contingente de pessoas, e olha que até adultos entraram na festança de guloseimas.

Depois de todas as doações, uma paradinha para o lanche com o grupo de trabalho, trabalho esse formado por 25 voluntário, que mesmo exaustos, estavam realizadas pela façanha.

E no domingo, não foi de repouso, lá estava Pai Denisson recolhendo alimentos, carga de doações para a semana que entra, um sopro de irmandade para moradores em situação de rua, vulnerabilidade e trabalhadores na grande São Paulo.

  • Festa de Cosme e Damião, em plena Praça da Sé
  • Festa de Cosme e Damião, em plena Praça da Sé
  • Festa de Cosme e Damião, em plena Praça da Sé
  • Festa de Cosme e Damião, em plena Praça da Sé
  • Festa de Cosme e Damião, em plena Praça da Sé
  • Festa de Cosme e Damião, em plena Praça da Sé
  • Festa de Cosme e Damião, em plena Praça da Sé
  • Festa de Cosme e Damião, em plena Praça da Sé
  • Festa de Cosme e Damião, em plena Praça da Sé
  • Festa de Cosme e Damião, em plena Praça da Sé
  • Festa de Cosme e Damião, em plena Praça da Sé
  • Festa de Cosme e Damião, em plena Praça da Sé
  • Festa de Cosme e Damião, em plena Praça da Sé
  • Festa de Cosme e Damião, em plena Praça da Sé
  • Festa de Cosme e Damião, em plena Praça da Sé
  • Festa de Cosme e Damião, em plena Praça da Sé

Vinkmag ad

Redação

Read Previous

Ciro e Lupi, em Cabo Frio.

Leia a seguir

Diálogo de Alto Nível das Nações Unidas sobre Energia – Nota Conjunta do Ministério das Relações Exteriores e do Ministério de Minas e Energia

dezembro 3, 2021