Instituto Bancorbrás comemora os resultados positivos de 2021

Instituto Bancorbrás encerra 2020 com resultados positivos

Instituição beneficiou mais de 70 organizações em todo o Brasil no último ano

Solidariedade é um combustível para mudar o mundo. E 2021 foi um ano cheio de novas conquistas e mudanças para o Instituto Bancorbrás, que trabalhou e atuou transformando positivamente a vida de mais de 5,5 mil pessoas diretamente. No seu 13º ano, o Instituto, seguindo a tendência lançada em 2020, por conta da pandemia de Covid-19, migrou seu trabalho para o ambiente virtual, fortaleceu ainda mais programas e projetos no modelo online e ampliou o atendimento para outras localidades, além do Distrito Federal. Ao todo, cerca de 78 organizações, em 18 estados do Brasil mais DF, foram beneficiadas pelas ações da instituição. “Foi mais um ano atípico, com o retorno de algumas atividades no modo híbrido, em que conseguimos realizar ações concretas, que impactaram a vida de diversas famílias”, afirma Jorge Tomio, Diretor Executivo do Instituto Bancorbrás.

Este ano, o Programa de Aceleração de Impacto Social (PAIS), promovido em parceria com os Institutos Sabin, BRB e Sicoob Planalto Central, chegou a sua 3ª edição. Ao todo 12 Organizações da Sociedade Civil, de nove estados brasileiros mais Distrito Federal, participaram de capacitações e formações nas áreas de governança, voluntariado, finanças e sustentabilidade. Além disso, duas novidades foram implementadas no programa: a Rede de Impacto PAIS, um espaço de troca de experiências e monitoramento das instituições que já foram beneficiadas; e a Jornada de Inovação Social, onde, por meio de um edital, cinco organizações da Rede de Impacto apresentaram projetos de melhoria para sua comunidade e uma delas foi selecionada para receber um aporte financeiro para investimento na ação em 2022.

Outra iniciativa que chegou a sua 3ª edição foi o Projeto Bancorbrás Social. O projeto beneficiou 15 organizações no estado de Goiás.  As capacitações ocorreram de forma online, com encontros periódicos, mentorias e assessoramento. Com ajuda do programa, as instituições já captaram cerca de R$ 870 mil, aumentaram o número de doadores e voluntários e outros. O encerramento da edição contou com o Demoday, onde a EcomAmor, de Goiânia, foi selecionada para receber um capital semente no valor de R$ 20 mil para ser investido em um projeto de impacto socioambiental em 2022. Além disso, no mês de setembro, o Instituto Bancorbrás promoveu o Capacita Bancorbrás, que contou com mais de 140 profissionais do Terceiro Setor de todo o Brasil, em dois dias de capacitação.

No segmento de educação, o projeto Notas e Canções, do Instituto Reciclando Sons e que conta com o apoio do Instituto Bancorbrás, manteve o atendimento de crianças e adolescentes da Cidade Estrutural-DF, com aulas de canto coral, violino e violoncelo. Ao todo, foram 92 beneficiários em 2021, que participaram de diversas atividades interdisciplinares. No programa Adote um Estudante, o projeto Identidade Cidadã beneficiou nove estudantes de graduação e, pela primeira vez, uma estudante de doutorado. Além disso, o Bolsa Universitária manteve o apoio a nove estudantes de graduação e em situação de vulnerabilidade social, com uma bolsa auxílio mensal. “Ainda no modo online, todos os jovens foram acompanhados pela nossa equipe, que promoveu encontros virtuais para compartilhamento de experiências”, aponta Tomio.

Em 2021, também aconteceu a tradicional Campanha Boação, em parceria com o Instituto Sabin. A ação arrecadou mais de R$ 34,5 mil reais, que foram convertidos na compra de 714 cestas básicas e foram entregues a duas instituições, o Instituto EVA, em Brasília (DF), e a ABRAPEC, em Ribeirão Preto (SP). Além disso, também foi realizada a Campanha de Conversão Solidária, que incentivou e ofereceu para os clientes do Clube de Turismo Bancorbrás a opção de converter as suas diárias em cestas básicas para doação. Com a iniciativa, ao todo, foi possível doar mais de 5 toneladas de alimentos para instituições em Brasília, Fortaleza (CE) e João Pessoa (PB).

O Instituto Bancorbrás também trabalhou na articulação social e provocou a reativação da Rede de Investidores Sociais (RIS) do Distrito Federal, criada em 2016. “O desenvolvimento de ações em rede e a filantropia colaborativa estão no nosso radar, além de ser uma tendência a ser seguida nos próximos anos”, afirma o diretor. A RIS envolve os Institutos, Fundações e Empresas que desenvolvem projetos e empreendimentos com investimento social.

Além disso, o projeto “Eu Abraço Essa Causa”, programa de voluntariado da Bancorbrás, também realizou ações durante o ano, como: o Encontro de Voluntários, o mutirão Amor na Panela e o Workshop comemorativo ao Dia Internacional do Voluntário.

É com um balanço positivo que o Instituto Bancorbrás encerra 2021. Segundo o Diretor Executivo, a expectativa para 2022 não é diferente. O objetivo é continuar reforçando o compromisso da empresa na promoção do desenvolvimento sustentável e do protagonismo de crianças, jovens, idosos, pessoas com deficiência e famílias de comunidades em situação de vulnerabilidade social em todo o Brasil. “Já estamos planejando diversas ações e projetos para o próximo ano. E a nossa esperança, é conseguir estar ainda mais próximos e realizar também atividades no modo presencial”, finaliza.

Vinkmag ad

Redação

Read Previous

I Encontro de Ceramistas do Distrito Federal e Entorno abre inscrições gratuitas para Oficinas de Cerâmica

Leia a seguir

Feira de Arte e Artesanato em Cerâmica prorroga inscrições gratuitas para artistas do DF e Entorno

janeiro 24, 2022