Jully lança Milk em defesa dos direitos dos animais

Nunca se reclamou tanto do machismo e do patriarcado. No entanto, em música, nunca se falou tão pouco sobre as consequências absurdas que o nosso sistema causa na vida das fêmeas de outras espécies. Para romper com essa barreira, a cantora e compositora Jully lança em 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Animais, mais uma canção do álbum “S.O.S.”, agora com o objetivo de conscientizar sobre o mal que a indústria agropecuária vem causando, principalmente, às mães e seus filhotes. De forma poética e com roupagem eletrônica, Milk denuncia os maus tratos que as vacas sofrem e o quanto não sabemos o que está por trás de um copo de leite.

“O relatório da ONU IPCC – FRCCL (de 8 de agosto de 2019) reconhece a dieta vegana como a que menos emite gases de efeito estufa por ano, comparada com qualquer outra dieta. Mesmo assim, a humanidade insiste em continuar se alimentando de animais e suas secreções. Há uma violência institucionalizada contra as fêmeas de todas as espécies das quais são extraídos leite, carne, ovo, mel, peles (fur), pele (skin), couro, lã, seda, óvulos e filhotes… Filhotes esses que são mortos ou destinados a uma vida escravizada”, denuncia Jully.

Vinkmag ad

Luiz Claudio

Luiz Claudio de Almeida, carioca, jornalista, tricolor, apaixonado por carnaval. Foi subeditor da Coluna Anna Ramalho no Jornal do Brasil e atua repórter do Portal Annaramalho. Assessor de imprensa com experiência de mais de 20 anos nas áreas de cultural, entretenimento, turismo, negócios e gastronomia.

Read Previous

Chef Lionel Ortega abre agenda para confraternizações de fim de ano

Leia a seguir

Elba Ramalho, Padre Fábio de Melo e Maestro Adriano Machado juntos, em grande espetáculo, no Espaço das Américas

janeiro 20, 2022