Bsb Flash

No Dia Mundial da Saúde saiba como se prevenir das Doenças Cardiovasculares

Celebrado em 7 de abril, o Dia Mundial da Saúde tem como principal objetivo conscientizar as pessoas sobre a importância da preservação da saúde para ter uma melhor qualidade de vida. Em 2021, a Organização Mundial da Saúde – OMS defende uma campanha que aposta, justamente, nesses pilares: construir um mundo mais justo e saudável.

Uma das principais causas de morte no Brasil são as doenças cardiovasculares, segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC). O Sistema de Informação Sobre Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde (MS) indica que, em média, 30 pessoas morrem por hora e cerca de 820 por dia, de doenças cardiovasculares que compreende infarto, hipertensão, acidente vascular cerebral (AVC) e outras enfermidades.

Apesar dos números serem alarmantes, a boa notícia é que é possível prevenir essas doenças. Para o cardiologista hemodinamicista do Instituto do Coração de Taguatinga (ICTCor), Thomas Osterne, as chances de pessoas de qualquer idade e sexo se tornarem vítimas de uma dessas patologias são grandes, ainda mais quando não se tem hábitos e rotinas saudáveis.

“Por vezes, as orientações são vistas como clichês, mas o cuidado com a alimentação é uma das maneiras mais eficazes de prevenir doenças cardiovasculares. Por meio dela (alimentação) o peso corporal permanece controlado, as taxas de colesterol, glicemia e sódio se mantêm adequadas e também a pressão arterial estabilizada. Essa combinação aliada a prática de atividades físicas, ainda que seja uma leve caminhada, tem resultados extremamente positivos no controle dessas patologias”, destaca o médico.

Ainda segundo Osterne, evitar o cigarro e o consumo de bebidas alcoólicas em excesso, assim como procurar maneiras de reduzir o estresse do dia a dia e manter um acompanhamento médico frequente são ações que também colaboram para estar com a saúde em dia.

“A visita a um profissional especializado é necessária para acompanhamento da saúde. Caso o paciente não tenha nenhum histórico familiar ou outras enfermidades, a partir dos trinta anos é recomendado a visita anual ao cardiologista. Não precisa deixar para procurar o médico apenas quando sentir algum desconforto. O ideal é se prevenir”, pontua Thomas.

Mas você sabe o que são as doenças cardiovasculares?

São várias as patologias que fazem parte do grupo de doenças cardiovasculares. A princípio, elas podem ser divididas de duas formas: as que apresentam sintomas sendo, geralmente, dor no peito, alterações no ritmo cardíaco, dificuldade em respirar, desmaio ou inchaço nas pernas. E as  assintomáticas: que progridem sem que a pessoa perceba qualquer alteração no funcionamento do corpo.

Segundo o cardiologista Thomas Osterne, para as primeiras, os sintomas chamam a atenção para a necessidade, muitas vezes urgente, de atendimento médico. Já as segundas somente são detectadas em exames clínicos, também por isso a importância de fazer check-ups de forma regular.

Entre as diversas doenças cardiovasculares, as que se configuram como principais são infarto agudo do miocárdio (IAM); acidente vascular cerebral (AVC); doenças nas válvulas cardíacas; doenças cardíacas congênitas; cardiopatia hipertensiva; cardiopatia congênita; tumores no coração; aneurisma da aorta; arritmias cardíacas; trombose venosa; angina de peito; miocardiopatia e hipertensão. Mas há ainda outras doenças que fazem parte do grupo.

O especialista ressalta que, apesar de algumas sofrerem influência genética, a maioria das doenças cardiovasculares pode ser evitada, inclusive as de histórico familiar.

“A prevenção de doenças cardiovasculares é composta por atitudes simples e facilmente incorporadas no dia a dia, contudo, infelizmente muitas pessoas ainda se abstêm desses cuidados”, lamenta.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Atualizações Recentes

Historiadora Lucília Neves Delgado cobra do governo federal pesquisa sobre vítimas do Covid-19

Historiadora Lucília Neves cobra do governo federal pesquisa sobre o Covid-19. Doutora em Ciências Humanas pela USP, Mestre em Ciência Política pela UFM e historiadora

Casamentos continuam a acontecer, apesar da pandemia

Quarenta por cento dos casamentos realizados pela juíza Maria Victoria Riera, no 5°Registro Civil das Pessoas Naturais, em Botafogo, são de casais com renda inferior

Homenagem ao aniversariante Getúlio Vargas

Ex- presidente da Juventude Socialista do PDT, vice-presidente da Fundação Leonel Brizola e porta-voz do Rio Boa Praça, o cientista político Everton Gomes fará homenagens,

Vacinação contra o H1N1 contribui no combate à Covid-19

Empresas se empenham para levar imunização a colaboradores e assim desafogar o sistema de saúde. Construtora está entre as que manteve a boa prática neste

%d blogueiros gostam disto: