Orquestra Petrobras Sinfônica – Dia 1º de Julho, no Qualistage
Música

Orquestra Petrobras Sinfônica – Dia 1º de Julho, no Qualistage

Orquestra Petrobras Sinfônica apresenta o primeiro Concerto Imersivo do país, uma experiência musical disruptiva, com realidade aumentada, videomapping, live performance de tilt brush e até avatar do maestro Felipe Prazeres

Com repertório que vai de clássicos de Villa-Lobos ao pop de Michael Jackson, passando pelo fenômeno infantil Mundo Bita, o espetáculo estreia no Qualistage, em 1º de julho, com transmissão ao vivo em streaming 360º e online no YouTube

Muito mais que música para os ouvidos: é para ver e quase pegar com as mãos. Pela primeira vez no Brasil, uma orquestra apresenta um espetáculo imersivo e totalmente disruptivo, em que os sons dos instrumentos ganham vida em tempo real em um universo digital paralelo, a partir de projeções em realidade aumentada, live performance de tilt brush com realidade virtual e videomapping.

Vem aí o “Concerto Imersivo”, projeto original da Orquestra Petrobras Sinfônica que será apresentado no dia 1º de julho (sexta-feira), às 21h30, no palco do Qualistage, na Barra da Tijuca, sob a regência do maestro Felipe Prazeres – presente também em avatar. O concerto terá streaming 360º ao vivo e transmissão online no YouTube, assim tanto o público de casa como da plateia poderá ampliar ainda mais as interações sensoriais.

“Isso é muito a cara da Orquestra Petrobras Sinfônica. Gostamos muito do concerto dito tradicional, mas também gostamos de pensar fora dos padrões, da música que você ouve e vê. O concerto imersivo vem ao encontro da ideia de espetáculo, de um entretenimento mais amplo, mais imagético, quase palpável. Preparem-se, porque estamos trazendo algumas tecnologias bem surpreendentes”, adianta o violista Fernando Thebaldi, um dos diretores artísticos da Orquestra Petrobras Sinfônica.

A inovação tecnológica estará por toda parte, do início ao fim, com múltiplas intervenções assinadas pelo Studio XR. Para começar, a abertura do primeiro concerto imersivo do país acontecerá com o maestro Felipe Prazeres dando boas-vindas ao público na forma de um avatar, em uma animação de realidade aumentada, com efeitos de luz e projeção mapeada ao fundo. “A Orquestra Petrobras Sinfônica está sempre inovando e buscando novos públicos, com repertórios bastante ecléticos. Agora, queremos proporcionar algo ainda mais diferente, tendo sempre a música de concerto como protagonista. Queremos atrair esse público novo da música de concerto para cada vez mais desmistificar o que é uma orquestra sinfônica”, adianta o maestro Felipe Prazeres.

Em seguida, para cada música haverá uma imersão diferente. Projeções durante todo o concerto vão intensificar a imersão e experiência do público. Execuções mais graves ou agudas vindas dos instrumentos da orquestra poderão ativar ou controlar as animações, e algumas serão produzidas até como jogos, com botões de ação. “Criaremos um storytelling visual para algumas músicas, e intervenções visuais para outras. O público que assistirá pelo streaming terá a sensação holográfica de que os elementos são reais e estão lá. Já a plateia presente poderá contar com a exibição desse conteúdo em telões”, explica Flavio Mayerhofer, da Studio XR.

Outro destaque será a live performance da artista multimídia Vanessa Rosa, que usará óculos de realidade virtual e fará criações a partir dos controles que terá nas mãos. “A ideia é esculpir em 3D o que o público estiver ouvindo naquele momento. Irei desenhar personagens e cenários em tempo real. Vai ser um desafio muito lúdico e divertido. É novidade total”, diz Vanessa, que vem trabalhando com projetos que mesclam arte e experimentos tecnológicos na América do Sul e do Norte, Europa, África e Ásia.

“Tecnologicamente falando, existe uma velocidade de projetos e propostas que está andando muito rápido no mundo em que vivemos. E como a orquestra tem essa pegada arrojada de acompanhar novas tendências, sendo sempre multifacetada e dinâmica, estamos subindo nesse bonde de uma maneira muito entusiasmada, motivada e divertida”, conclui Thebaldi.

PROGRAMA:

Orquestra Petrobras Sinfônica

Felipe Prazeres, regente

HEITOR VILLA-LOBOS

Bachianas brasileiras nº 2

IV. Toccata (O trenzinho do caipira) | Un poco moderato

OSCAR LORENZO FERNANDEZ

Reisado do Pastoreio

Batuque: Dança de Negros | Allegro pesante

 

JOSEPH MAURICE RAVEL

Bolero

 

ÍGOR FIÓDOROVITCH STRAVINSKY

O Pássaro de Fogo | Suíte

VI. Final | Lento maestoso

 

VITTOR SANTOS

Brasil, vertentes

 

EDVARD HAGERUP GRIEG

Peer Gynt Suite nº 1, op. 46

IV. No salão do rei da montanha | Alla marcia e molto marcato

 

RODNEY LYNN “ROD” TEMPERTON

Thriller

arranjo de Jessé Sadoc

 

GEORGE ROGER WATERS

Money

arranjo de Ricardo Cândido

 

CLIFFORD LEE BURTON

JAMES ALAN HETFIELD

KIRK LEE HAMMETT

LARS ULRICH

Master of Puppets

arranjo de Ricardo Cândido

 

DUFF ROSE MC KAGAN

IZZY STRADLIN

SAUL HUDSON

STEVEN ADLER

WILLIAM BRUCE BAILEY

Paradise city

arranjo de Ricardo Cândido

  

LEANDRO VIANA “CHAPS” DE MELO

Fazendinha

arranjo de Ivan Zandonade

 

PAUL FRANCIS -WEBSTER

ROBERT HARRIS

Homem Aranha: tema de 1967

arranjo de Ricardo Cândido

SERVIÇO

Concerto Imersivo – Orquestra Petrobras Sinfônica

Regente: Felipe Prazeres

Data: 1 de julho (sexta-feira), às 21h30

Local: Qualistage

Endereço: Via Parque Shopping – Av. Ayrton Senna, 3000 – Barra da Tijuca

Classificação etária: 18 anos – Menores apenas acompanhados dos responsáveis legais.

Ingressos: https://qualistage.com.br/evento/37/orquestra-petrobras-concerto-imersivo

Transmissão ao vivo pelo youtube.com/c/OPESinfonica

Capacidade de público: 3500 sentados ou 9 em pé

DEMOCRATIZAÇÃO DA MÚSICA CLÁSSICA

A Orquestra Petrobras Sinfônica tem como uma de suas premissas a democratização da música de concerto para o maior número de pessoas, e vem realizando ações com esse objetivo desde sua fundação. Em 2016, incluiu no seu repertório concertos populares com releituras sinfônicas de artistas e bandas como Los Hermanos, Metallica, Pink Floyd, Michael Jackson, Coldplay e, mais recentemente, Guns N’ Roses. A partir de abril de 2020, a orquestra intensificou a produção de conteúdo online, e identificou a demanda por crescente veiculação de vídeos de seus concertos nas redes sociais, uma nova forma de se relacionar com o seu público, através do digital. Desde então, somou aproximadamente 15 milhões de visualizações e cerca de 90 mil inscritos no YouTube.

Sobre a Orquestra Petrobras Sinfônica 

Aos 47 anos, a Orquestra Petrobras Sinfônica se consolida como uma das mais conceituadas do país e ocupa um lugar de prestígio entre os maiores conjuntos musicais da América Latina. Criada pelo maestro Armando Prazeres, a orquestra se firmou como um ente cultural que expressa a pluralidade da música brasileira e transita fluentemente por distintos estilos e linguagens. Tem como Diretor Artístico e Maestro Titular Isaac Karabtchevsky, o mais respeitado regente brasileiro e um nome consagrado no panorama internacional.

Site oficial: https://petrobrasinfonica.com.br

Facebook: @PetrobrasSinfonica | Instagram: @petrobras_sinfonica | Youtube: @OPESinfonica

Modelo de gestão 

A Orquestra Petrobras Sinfônica possui uma proposta administrativa inovadora, sendo a única orquestra do país gerida por seus próprios músicos.

Sobre a Petrobras 

Patrocinadora oficial da Orquestra Petrobras Sinfônica há 35 anos, a Petrobras oferece uma parceria essencial para mantê-la entre os principais conjuntos da América Latina, sempre desenvolvendo um importante trabalho de acesso à música clássica, de formação de jovens talentos egressos de projetos sociais diversos, bem como de formação de plateia. Ao incentivar diversos projetos, a Petrobras coloca em prática a crença de que a cultura é uma importante energia que transforma a sociedade. Por meio do Petrobras Cultural, apoia a cultura brasileira como força transformadora e impulsionadora deste desenvolvimento, nas áreas de artes cênicas, música, audiovisual e múltiplas expressões.

A jornalista Isabel Almeida, trabalha atualmente na Embrapa, é editora do site bsbflash, youtuber do canal Flash Brasília e colunista do jornal Alô Brasília. Natural de Brasília, já trabalhou em diversos órgãos do DF, como na Secretaria de Educação; na Administração Regional do Gama; na Secretaria de Saúde, na Câmara Distrital, e também em GO, na prefeitura de Valparaíso, na gestão de José Valdécio. Atuou também no Conselho Federal de Engenharia e Agronomia- Confea, foi editora da revista Fala Prefeito; e colunista da revista AC/DF e colunista do site AIB News do Rio de Janeiro. Desde 2010 é vice-presidente da Câmara de Comércio Brasil e Portugal, e em 2016, foi nomeada presidente do Conselho comunitário do Octogonal e Sudoeste.