Bsb Flash

Os Tapetes Contadores de Histórias realizam Carnaval da Esperança

Mostra ‘Peraltagens’ promove sessões de histórias online e gratuitas para embalar a folia

Neste ano, a pandemia não vai permitir o tradicional Carnaval nas ruas, porém, diversão não vai faltar. A partir do dia 13 de fevereiro, às 11h, no canal do YouTube dos Tapetes Contadores de Histórias, serão exibidas sessões de histórias gravadas diretamente da Biblioteca Parque Estadual, no Centro do Rio de Janeiro. As apresentações envolvem contos populares brasileiros e estrangeiros abertos às crianças e público em geral, de forma gratuita.

Peraltagens é um projeto viabilizado pela Lei Aldir Blanc, por Edital da Secretaria de Cultura e Economia Criativa SECEC/RJ, Edital Retomada Cultural – Estado do Rio de Janeiro, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal.

“O Carnaval sempre permitiu que as pessoas se reinventassem através das fantasias. Em 2021, vamos precisar reinventar a forma de diversão. Por tantos anos, encantamos crianças em apresentações pelos centros culturais, livrarias e, agora, faremos isso online no nosso Carnaval da Esperança”, diz Warley Goulart, coordenador geral do projeto. A mostra reúne o vasto acervo de cenários de tecido costurados pelo grupo, ao longo de 22 anos, no Brasil, França e Peru.

Com uma programação voltada para toda a família, sobretudo o público infanto-juvenil, o evento exibe tapetes, malas, painéis, maquetes, objetos e livros de pano que servem de cenários para narrativas tradicionais do mundo inteiro, além de contos de renomados autores nacionais como Ana Maria Machado, Carlos Drummond de Andrade, Graciliano Ramos, Ricardo Azevedo e Sérgio Capparelli.

SOBRE AS HISTÓRIAS

O NUNCA TÁ CONTENTE

Este conto popular australiano apresenta a trajetória de um galo reclamão, que faz inúmeras visitas à Mãe Natureza, exigindo transformações em seu corpo. Ao final, o conto explica como nasceram os exóticos ornitorrincos. Esta história é contada com a ajuda de um enorme tapete costurado no França.

O BAGRECICO

O Bagrecico conta a história do peixe que vive na parte peruana da selva Amazônica e sonha conhecer o mar. O pequeno bagre passa por arriscadas aventuras até desembocar no litoral brasileiro e, realizado o desejo, voltar para seu rio de origem com uma nova visão da vida e uma história incrível para narrar. Esta história é contada com a ajuda de um belíssimo painel costurado no Peru pela artesã Norys Vasquez, quando o grupo esteve no país em 2004.

O CASAMENTO DA ONÇA COM A FILHA DA COTIA

O casamento da onça com a filha da cotia é um jocoso conto popular brasileiro protagonizado por bichos astutos, sorrateiros, zombeteiros, representando um Brasil que transborda em estratégia de sobrevivência. Esta história é narrada com a ajuda de um vaso de planta de pano, que se abre e transforma num belo tapete-maquete.

AVENTAL QUE O VENTO LEVA

É a história de Corina, uma menina que se aventura pelo mundo à procura de seu avental. A ideia surgiu da pesquisa sobre a pluralidade de suportes plásticos que povos do mundo inteiro criam para suas narrativas. Pela primeira vez, o tapete-cenário sai do chão e se encaixa no corpo: o céu próximo ao rosto, a montanha apoiada no colo. Este avental foi criado em 2004 por Cadu Cinelli (cenário) e Warley Goulart (bonecos).

A RAINHA DAS CORES

Lançada no Brasil em 2003 pela Cosac Naify, Rainha das Cores foi escrita e ilustrada por Jutta Bauer. Premiada na Alemanha, a autora dá personalidade às cores fazendo delas personagens que vivem em função de uma rainha temperamental. Para contar esta história, o grupo criou uma caixa de luz que se abre e revela um cenário branco costurado em preto, sobre o qual tecidos semitransparentes ganham cor à medida em que vão sendo manipulados. Esta caixa tem luz interna e revela todas as cores no espaço durante a contação.

SOBRE O GRUPO OS TAPETES CONTADORES DE HISTÓRIAS

Há 22 anos, o grupo carioca Os Tapetes Contadores de Histórias cria e utiliza tapetes, painéis, malas, aventais, roupas, caixas e livros de pano como cenários de contos autorais e populares de origens diversas, a fim de despertar o imaginário de crianças, jovens e adultos para as artes e a leitura.Referência internacional na pesquisa sobre infância e cultura, oralidade e artes visuais, intersecções entre texto e têxtil, e manifestações plásticas que os povos criam como cenários para suas narrativas, o grupo já se apresentou e ministrou oficinas em várias cidades do Brasil, e em outros países como Austrália, Índia, México, Espanha, Portugal, Benin, Marrocos, Peru, dentre outros.

Coordenado por Warley Goulart, o grupo produz espetáculos, sessões de histórias, oficinas de formação de contadores, exposições interativas e projetos culturais que envolvem oralidade, artes visuais e teatro. São eles: Cadu Cinelli, Warley Goulart, Edison Mego, Rosana Reátegui e Andréa Pinheiro.Em 2020, o grupo adaptou seus 22 anos de experiência para as plataformas virtuais e participou de mais de 100 lives no Brasil e exterior, narrando em português, inglês e espanhol. Participou de lives na Austrália, Índia, México, Argentina, Peru e Espanha. O grupo também participou, de forma remota, do projeto ARTE DA PALAVRA do Sesc Nacional, maior projeto de literatura do país. Ministrou também inúmeras oficinas pelo Instituto de Leitura Quindim.

SERVIÇO :

6 sessões de histórias, abertas para o público em geral:
13 a 28 fevereiro (sáb e dom, 11h), pelo YouTube/tapetescontadores.

12 visitas guiadas pelo Facebook @tapetescontadores
9 fevereiro a 4 março.

FICHA TÉCNICA

Coordenação Geral e Curadoria: Warley Goulart | Ações Artísticas e Acervo Exclusivo: Os Tapetes Contadores de Histórias (RJ, Brasil) | Contadores de Histórias: Cadu Cinelli, Rosana Reátegui e Warley Goulart | Programação Visual: Rodrigo Menezes | Vídeos: Flávio Salgado | Fotos: Renato Mangolin e Flávio Salgado | Streamming: Venner Filmes| Vinheta Musical: Grupo Água Viva, especialmente para Os Tapetes Contadores de Histórias |Assessoria de Imprensa: Target Assessoria de Comunicação | Assistente de Produção: Manoel Gonçalves | Direção de Produção e Produção Executiva: Caleidoscópio Cultural

Realização: Caleidoscópio Cultural | Projeto viabilizado pela Lei Aldir Blanc, por Edital da Secretaria de Cultura e Economia Criativa SECEC/RJ | Edital Retomada Cultural – Estado do Rio de Janeiro | Secretaria Especial da Cultura | Ministério do Turismo | Governo Federal.

Site: https://www.tapetescontadores.com.br
Instagram: https://www.instagram.com/tapetescontadores
Youtube: https://www.youtube.com/user/tapetescontadores

Facebook: https://www.facebook.com/ tapetescontadores

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn
%d blogueiros gostam disto: