PDT e quatro partidos de oposição pedem suspeição de Moro

Carlos Lupi, presidente nacional do PDT, Carlos Siqueira, do PSB, Gleisi Hoffmann, do PT, Juliano Medeiros, do PSOL, e Luciana Santos, do PC do B, assinaram a carta aberta que políticos, artistas , advogados e outras personalidades enviaram ao Supremo Tribunal Federal com pedido para que o julgamento da suspeição do ex-juiz Sergio Moro seja mantido pela corte, mesmo após a anulação das condenações do ex-presidente Lula na Lava Jato. Além dos presidentes nacionais dos partidos de oposição, também assinam o documento o deputado Rodrigo Maia, Ciro Gomes, o governador Flávio Dino, do Maranhão. E, ainda, juristas como Celso Bandeira de Mello, Chico Buarque, Zeca Pagodinho, Gilberto Gil, Felipe Neto, entre outros.
O jornal Le Monde Diplomatique publicou ontem artigo de Carlos Lupi – O desenvolvimento por meio de uma causa – , sobre a importância da “unidade no campo progressista”.
“A unidade do campo progressista precisa estar voltada ao combate do que virou o Brasil de Bolsonaro. A incompetência, a falta de empatia, os ataques severos aos direitos adquiridos, à democracia, às minorias, o retrocesso dos avanços sociais. Hoje temos mais de 250 mil brasileiros mortos em razão do ataque sistemático à ciência emanado por um presidente que mente, boicota medidas sanitárias e até mesmo a vacina, em meio a maior pandemia que a humanidade já viveu”,  afirma Carlos Lupi.

Vinkmag ad

Luiz Claudio

Luiz Claudio de Almeida, carioca, jornalista, tricolor, apaixonado por carnaval. Foi subeditor da Coluna Anna Ramalho no Jornal do Brasil e atua repórter do Portal Annaramalho. Assessor de imprensa com experiência de mais de 20 anos nas áreas de cultural, entretenimento, turismo, negócios e gastronomia.

Read Previous

A pauta da Mulher no Município do Rio

Leia a seguir

Política nacional é o tema do Café com Lupi deste sábado

novembro 27, 2021