Projeto Escola Aberta utiliza cultura urbana como ferramenta educacional

Projeto Escola Aberta utiliza cultura urbana como ferramenta educacional

Projeto Escola Aberta utiliza cultura urbana como ferramenta educacional

Programação inclui oficinas de artes, crew de conversas, saraus literários e apresentações artísticas com grandes nomes do Hip Hop brasileiro

Palavras, rimas, versos e improvisos como forma de incentivar o protagonismo social em estudantes de escolas públicas. Com essa proposta, o projeto “Escola Aberta para a Cultura Urbana” insere o Hip Hop na realidade acadêmica de jovens, unindo a experiência vivida nas ruas ao processo de aprendizagem escolar. A programação será online, no canal do Instituto Latinoamerica, e tem início a partir deste sábado (18), às 17h30, com o sarau Poesia Periférica, de Renan Inquérito.

Ao longo de dois meses, o projeto “Escola Aberta para a Cultura Urbana” vai levar debate e reflexão aos jovens. De acordo com DJ Marola, que ministra a oficina de DJ, o Hip Hop é uma ferramenta de transformação social “Hoje, o Hip Hop exige que você tenha conhecimento, estudo. Tem vários grandes nomes de artistas nacionais que voltaram a estudar, voltaram a fazer cursos. Para quê? Para que façam uma letra melhor, para que escrevam bem, para que cresçam no mercado do Hip Hop”, ressalta.

Projeto Escola Aberta utiliza cultura urbana como ferramenta educacional
Projeto Escola Aberta utiliza cultura urbana como ferramenta educacional

Ele também destaca o alcance que a cultura urbana, em especial, o Hip Hop, tem entre os alunos. “Uma das coisas legais é que os alunos eles param para escutar a gente do Hip Hop. Então, a forma como a gente conversa com os alunos, eles acabam entendendo, acabam prestando atenção”, pondera.

De acordo com o Instituto Latinoameria, entidade realizadora do evento, a ideia de realizar a iniciativa em ambiente virtual visa alcançar o maior número de estudantes possível, além de obedecer aos protocolos de segurança para controle da pandemia de Covid-19.

PROGRAMAÇÃO

As atividades serão realizadas no canal do Instituto Latinoamerica no YouTube, de dezembro de 2021 a fevereiro de 2022. Entre as características dos convidados que participarão do projeto, está o fato de carregarem uma causa e uma experiência em comum: a de ter a vida transformada e catapultada pelo envolvimento que tiveram com a cultura hip hop.

Às sextas-feiras, serão realizados os Crew de Conversas, uma série de debates abordarão temas como: Hip Hop, Economia e Comunidade; Inclusão; A importância dos DJ’s na música; A história do Grafite no DF; Literatura, Escrita e Periferia; entre outros.

Projeto Escola Aberta utiliza cultura urbana como ferramenta educacional
Projeto Escola Aberta utiliza cultura urbana como ferramenta educacional

Os quatro Saraus da programação ocorrerão aos sábados e contarão com a participação de MV Bill, Dexter, Toni C e Renan Inquérito. Também aos sábados, o público poderá conferir o Microfone Aberto. Esta atividade inclui batalha de MC’s e apresentações musicais de convidados de peso como: GOG, DJ Gabi, DJ Marola, Marquim; Japão; DJ Toni; DJ RM; DJ A; DJ Loo; além das batalhas entre Pedro Torres x Malik; Milton x Darik; Fugazzi x Alves; Mister M x Lennon; Jadson x Alves; e Gomes x Klaus.

OFICINAS

Serão oferecidas quatro oficinas a estudantes de cinco escolas públicas do DF: Sonoplastia com DJ Ocimar; Break Dance com Bboy Roni; Grafite com Elom; e Rima&Poesia com Meimei Bastos. As aulas serão ministradas online, de segunda a sexta feira, e, também, ficarão disponíveis para o público no canal do Instituto Latinoamerica.

Entre os participantes dos cursos realizados em escolas públicas, serão selecionados grupos que se apresentarão na programação do projeto. “As atividades das oficinas partem da reflexão e da prática dos princípios filosóficos e artísticos da cultura Urbana. Assim, por meio dessas oficinas online, os alunos irão apreciar, produzir e executar os sons da instrumentação do DJ e a mensagem do MC – formando o estilo RAP –, os movimentos acrobáticos do break e os traços do grafites, trazendo para sala de casa a produção, organização e conhecimento do Hip Hop”, explica o presidente do Instituto Latinoamerica, Atanagildo Brandolt.

Serviço:Escola Aberta para a Cultura UrbanaQuando: De 18/12/2021 a 18/02/2022. Confira a programação completa nas redes sociais do Instituto LatinoamericaOnde: canal do Instituto Latinoamerica – https://www.youtube.com/c/InstitutoLatinoamericaQuanto: entrada francaClassificação indicativa: livre

Vinkmag ad

Redação

Read Previous

Feira de Arte e Artesanato em Cerâmica abre inscrições gratuitas para artistas do DF e Entorno

Leia a seguir

Conjunto Nacional sugere presentes de final de ano para todos os gostos e bolsos

janeiro 19, 2022