Normalmente consumida em grãos, farinha ou flocos, a semente é rica em proteínas, fibras, cálcio e ferro, que reúnem diversos benefícios para a saúde

O clima quente do verão pede por refeições leves, nutritivas e refrescantes. Nesta época, é comum encontrar um ingrediente versátil, que pode ser inserido nas receitas em qualquer uma das refeições do dia: a quinoa. De acordo com a Organização para a Alimentação e Agricultura das Nações Unidas (FAO), o alimento desempenha um papel importante para a alimentação mundial, devido ao seu alto valor nutritivo.

Benefícios para a saúde

Segundo a engenheira de alimentos Erika de Almeida, os nutrientes presentes na quinoa trazem benefícios desde a saúde muscular e fortalecimento dos ossos, até o bom funcionamento dos sistemas nervoso e cardiovascular. “A quinoa possui nutrientes como proteínas, ferro, fibras, vitaminas do complexo B e cálcio, além de quantidades significativas de ômega 3 e 6. Se formos comparar com outros alimentos, uma porção de quinoa possui mais proteínas do que a soja, trigo, arroz e aveia. Uma porção de quinoa também chega a ter aproximadamente três vezes mais ferro do que uma porção de feijão. Todos esses nutrientes contribuem no bom funcionamento do sistema nervoso; na prevenção de doenças cardiovasculares; redução do colesterol; fortalecimento da imunidade, dos músculos e dos ossos. As fibras presentes ainda dão a sensação de saciedade, que podem favorecer o emagrecimento”, explica a analista de Pesquisa e Desenvolvimento da Jasmine Alimentos, empresa referência em alimentação saudável.

Como consumir

Por não possuir um sabor muito marcante, a quinoa é um ingrediente versátil e sem glúten, que pode ser usado em grãos, farinha ou flocos. Apesar de não haver contraindicações, a engenheira de alimentos afirma que a quinoa deve ser consumida com moderação. “Assim como todos os outros alimentos, é importante não consumir a quinoa em excesso. Por conter muitas fibras, não devemos ultrapassar duas colheres de sopa por dia”, afirma Almeida.

Café da manhã e lanches

Seja na primeira refeição do dia ou em lanches entre as outras refeições, a quinoa pode ser inserida como fonte de energia, consumida como cereal, com leite ou iogurte. Em sucos e vitaminas, onde as frutas acabam perdendo muito das suas fibras, a quinoa ajuda a repor os nutrientes. Em formato de farinha, a quinoa pode compor receitas de pães, bolos, tortas e biscoitos, substituindo a farinha de trigo, por exemplo. Antes das atividades físicas, a semente pode ser consumida em uma salada de frutas, reunindo carboidratos e proteínas, que são indispensáveis para quem for fazer exercícios.

Almoço e jantar

A quinoa é comumente inserida nas saladas, tanto para temperar, quanto como ingrediente junto de vegetais e legumes. Outro uso comum da quinoa é em grão, cozido, como substituto ou acompanhante do arroz comum, para deixar a refeição mais nutritiva. A farinha, além de poder ser usada em pães, bolos e tortas, também pode substituir a tradicional farinha de trigo para empanar carnes. Por ser um alimento versátil, a quinoa faz sucesso também entre os veganos e vegetarianos, que criam adaptações como hambúrguer de quinoa, por exemplo.

Sobre a Jasmine Alimentos

A Jasmine Alimentos é uma empresa referência em alimentação saudável. Com produtos categorizados em orgânicos, zero açúcar, integrais e sem glúten, a marca visa atingir o público que busca alimentos saudáveis de verdade e qualidade de vida. A operação da Jasmine começou de forma artesanal no Paraná, há 30 anos. A Jasmine está consolidada em todo Brasil e ampliando sua atuação para a América Latina. Desde 2014 a marca pertence ao grupo francês Nutrition et Santé, detentor de outras marcas líderes no segmento saudável na Europa.

Artigo anteriorA luz que transforma
Próximo artigoWesley Safadão lança Reality Show Musical “Hit Estourado” em parceria com a Skol
Avatar
A jornalista Isabel Almeida, trabalha atualmente na Embrapa, é editora do site bsbflash, youtuber do canal Flash Brasília e escreve em diversos sites como: colunista do jornal Alô Brasília. Natural de Brasília, já trabalhou em diversos órgãos do DF, como na Secretaria de Educação; na Administração Regional do Gama; na Secretaria de Saúde, na Câmara Distrital, e também em GO, na prefeitura de Valparaíso, na gestão de José Valdécio . Atuou também no Conselho Federal de Engenharia e Agronomia- Confea, foi editora da revista Fala Prefeito; e colunista da revista AC/DF e colunista do site AIB News do Rio de Janeiro. Desde 2010 é vice-presidente da Câmara de Comércio Brasil e Portugal,e em 2016, foi nomeada presidente do Conselho comunitário do Octogonal e Sudoeste.