Nova iniciativa reúne em uma plataforma digital uma publicação bimestral e um portal que é atualizado semanalmente, ambos com artigos, reportagens, entrevistas, ensaios fotográficos, dentre outros conteúdos que apresentam um panorama sobre o cenário brasileiro e mundial da Arquitetura.

Em um mundo contemporâneo que urge por conteúdos profundos e dinâmicos, o meio digital tem ampliado cada vez mais suas possibilidades de produção, distribuição e democratização do acesso a informação de qualidade. É a deste contexto e entendimento de mundo que nasceu a ABREU – Arquitetura brasileira em revista, projeto inovador e uma revista inteiramente digital voltada para o segmento de Arquitetura e que acaba de lançar sua primeira edição.

Criada como uma plataforma online, a ABREU surge da percepção que os fundadores -Patricia Abreu, Laila Abreu e Rafael Abreu – tiveram de que o segmento de arquitetura no Brasil necessita de publicações e conteúdos relevantes capazes de dar um panorama do mercado nacional, além de apresentar tendências, novidades e impacto de projetos mundo a fora.

A proposta é que na plataforma digital, acessa pelo site https://abreu.digital/, os leitores encontrem dois formatos de conteúdo: a edição online da revista de periodicidade bimestral, além de um portal de notícias, conteúdos e indicações que é atualizado semanalmente.

PRIMEIRA EDIÇÃO

Estreando a publicação, a primeira edição da ABREU mostra qual é a linha editorial do projeto, dedicado a dar vozes a diversos EUs. Nessa edição inaugural, a publicação conta com artigos, textos e colunas assinadas por profissionais renomados e especialistas como Patricia Yegros, Júnia Nocchi, Carlos Teixeira, Augusto Ribeiro, Vênica Lima, Thiago Leone, Flávia Soares e os filhos Daniel Romeiro e Luiza Soares.

A matéria de capa, assinada pela a arquiteta Patricia Yegros, propõe uma revisitação ao emblemático e histórico Conjunto JK, em Belo Horizonte/MG. Ao longo do texto, a arquiteta traz reflexões importantes a respeito desse ícone da arquitetura modernista projetado por Oscar Niemeyer na década de 1950 e o seu impacto urbano, artístico e arquitetônico para a capital mineira.

Inaugurando a seção de entrevistas, a ABREU da voz a uma das mais queridas e respeitadas profissionais da área, a designer e relações públicas Júnia Nocchi. Em uma conversa leve, profunda e reveladora, Júnia compartilha experiências e abre sua trajetória, apontando as dificuldades e alegrias com a profissão que escolheu.

Outro destaque dessa primeira edição é o Festival des Jardins Chaumont-sur-le-Loire, apresentado pelas mãos do arquiteto Carlos Teixeira. Com uma escrita interessante, somos apresentados ao Chaumont, um encontro de reputação internacional que teve sua edição em 2020 aberta no último dia 16 de maio.

Não menos importantes e profundas são as matérias que dão conta de relatos pessoais e profissionais marcantes de artistas, artesãos e mentes por trás de alguns projetos inspirados como o Ateliê de Cerâmica, fundado por Flávia Soares em 2002; a Helô Franco Arte, idealizada por Thiago Leone; os ensinamentos de Vênica Lima que nos aconselha a ficarmos “vivos e atentos”; e a trajetória da startup de Augusto Ribeiro, que faz sempre novo, de novo.

Todo o conteúdo da primeira edição da ABREU – Arquitetura Brasileira em revista já está disponível para ser acessado, de forma gratuita, pelo site: https://abreu.digital/.

:;SOBRE A REVISTA ABREU::

Fundada em 2020, a ABREU.DIGITAL iniciou suas atividades no dia 24 de junho. Porém, bem antes disso, um time composto por especialistas, unidos por um mesmo ideal, já pensava a empresa: sua Missão, sua Visão e seus Valores. “Se você não sabe para onde quer ir, qualquer caminho serve”, disse Lewis Carroll, o escritor inglês autor de Alice no país das maravilhas. Com essa frase em mente o grupo fundador traçava perspectivas claras de seus propósitos para o futuro. A empresa possui sua sede na cidade de Belo Horizonte/MG, mas não está restrita aos limites geográficos. A ABREU acredita em uma comunidade global na qual profissionais, estudantes, fornecedores, consumidores, amantes da arquitetura, do design, da construção civil e de áreas afins, tenham espaço e participem da ABREU. Um dos objetivos da empresa é ser um local onde todos possam se encontrar, se mostrar, aprender e vender.

Abreu é um nome de origem portuguesa que significa “aquele que é generoso”, “doador”, “grato”. Uma das sócias da empresa sempre diz que “O mais lindo da arquitetura é ser um ato de generosidade. O arquiteto precisa se colocar no lugar do outro para entender e poder atender suas necessidades, considerando boas soluções técnicas e estéticas”. Aqui tivemos a primeira inspiração para o nome.

A partir do nome da Empresa, veio o nome da publicação, utilizando as 3 primeiras letras: ABREU – Arquitetura brasileira em revista, o que representa uma dualidade proposital: refere-se à revista da ABREU e ao mesmo tempo remete ao sentido da arquitetura/design/construção serem (re)vistos, ou seja, vistos de novo, sob um novo olhar e uma nova ótica, no sentido de passar em revista, examina-los, revisitá-los, enfim, de construir uma nova vista.

O EU do ABREU veio fechar o conceito, representando todos os personagens: é o EU profissional, o EU estudante, o EU fornecedor, o EU consumidor e tantos outros EUs envolvidos com os propósitos da ABREU. E por uma questão de curiosidade: coincidência, ou não, o grupo fundador da ABREU partilha desse mesmo sobrenome, mesmo não sendo todos parentes diretos.

Mídias Sociais:

Site: https://abreu.digital/

Instagram: @revistabreu