Sahnya Khaly inova Outubro Rosa com festa cigana e Lu Ynaia homenageada

O evento vai acontecer no restaurante Japan Tower, tradicional ponto gastronômico na cidade de São Paulo e vai receber diversos grupos de dança para apresentações e exposições, embora com ingressos limitados devido a pandemia e todos os protocolos de segurança serem rigorosos, toda equipe está empenhada para que o evento se torne o maior sucesso.

A promoter veterana em festas ciganas no Estado de São Paulo, pretende bombar o dia 30 de outubro com grandes homenagens árabes e ciganas para prevenção do câncer de mama. Sanhya que é bailarina, e foi jurada do mercado persa na categoria DANÇAS CIGANAS, garante que a arte árabe cigana tem poder curativo e renovador para as mulheres que lutam contra o câncer e outras doenças.


Troféu “eu sou rosa” para lourdes corrêa, a lu ynaiah ativista cigana da roda humanitária

A ativista cigana Lu Ynaiah desenvolve um trabalho com as comunidades ciganas kalons e roms do Estado de São Paulo divulgando sua cultura, etnia e entretenimento há mais de 15 anos, junto ao falecido ativista Jayme Kalon e as lideranças de Rancho Sandro e Preta do então acampamento de Guarulhos, meses a fio a frente de projetos e interlocução para com o governo dando assistência e voz ao povo cigano em diversos setores da sociedade. Durante os dois anos de pandenia sua tarefa foi atender mais de 400 famílias carentes, principalmente em acampamentos vulneráveis com ajuda e parceria das prefeituras, ongs, instituições de arte e grupos de dança cigana em todo Estado de São Paulo e estendido em alguns locais da região sudeste como Minas Gerais e Rio de Janeiro. Sensível ao trabalho da ativista Lourdes Corrêa, a Lu Ynaiah, a organizadora do evento resolveu esse ano oferecer um troféu em homenagem ao esforços prestados ao povo cigano dentro do evento “Eu sou Rosa”.

 

  • troféu "eu sou rosa" para lourdes corrêa, a lu ynaiah ativista cigana da roda humanitária
  • troféu "eu sou rosa" para lourdes corrêa, a lu ynaiah ativista cigana da roda humanitária

Roberto Marttini foi escolhido embaixador do Outubro Rosa 2021

O evento que já teve como padrinho e embaixador o empresário e ativista Betô da Casa Shiva, trás esse ano o escritor e ativista cultural carioca Roberto Marttini. O nome foi escolhido pela promoter do evento como o elo da cultura cigana entre o Rio de Janeiro e São Paulo. Roberto Marttini ficou conhecido pelos eventos ciganos beneficentes de sucesso com apoio da União cigana do Brasil, e parceiros em vários países da Europa.

Roberto Marttini foi escolhido embaixador do Outubro Rosa 2021
Roberto Marttini foi escolhido embaixador do Outubro Rosa 2021

Que iniciativas como essa sejam cada vez mais frequentes nessa campanha mundial de prevenção ao câncer de mama!


Vinkmag ad

Isabel Almeida

A jornalista Isabel Almeida, trabalha atualmente na Embrapa, é editora do site bsbflash, youtuber do canal Flash Brasília e colunista do jornal Alô Brasília. Natural de Brasília, já trabalhou em diversos órgãos do DF, como na Secretaria de Educação; na Administração Regional do Gama; na Secretaria de Saúde, na Câmara Distrital, e também em GO, na prefeitura de Valparaíso, na gestão de José Valdécio. Atuou também no Conselho Federal de Engenharia e Agronomia- Confea, foi editora da revista Fala Prefeito; e colunista da revista AC/DF e colunista do site AIB News do Rio de Janeiro. Desde 2010 é vice-presidente da Câmara de Comércio Brasil e Portugal, e em 2016, foi nomeada presidente do Conselho comunitário do Octogonal e Sudoeste.

Read Previous

Flow Key apresenta a ousada “Mercedes” ao lado do YouTuber IShow

Leia a seguir

Confira looks para fazer bonito em um hotel luxuoso no Rio de Janeiro

outubro 27, 2021