Solução ambiental
Geral Rio de janeiro Sustentabilidade

Solução ambiental

Por Mauro Magalhães – Ex-deputado e empresário.

O Movimento Evolutivo Pacto de Resgate Ambiental Lagoa Viva promoveu, recentemente, no auditório do Casa Shopping, na Barra da Tijuca, o 20°Seminário pelo Dia Mundial do Meio Ambiente (2022).
Nesse encontro, organizado por Donato Velloso, escolhi o tema A história da Barra da Tijuca para a minha palestra.
Morador da Barra da Tijuca, desde 1961, um ano antes de ser eleito deputado estadual pelo antigo Estado da Guanabara, sou testemunha do enorme progresso ocorrido na região, até hoje. E, também, dos problemas causados pela poluição ambiental.
No seminário, contei que fui testemunha da criação da antiga Cedag, Companhia Estadual de Águas da Guanabara, fundada em 1966, a partir do Departamento de Águas da antiga Sursan, Superintendência de Urbanização e Saneamento do Antigo Distrito Federal.
A Cedag antecedeu a Cedae (criada em 1975, após a fusão dos Estados do Rio de Janeiro e Guanabara).
Também fui testemunha da criação da CETEL na Barra da Tijuca, em 1965. Carlos Lacerda queria instalar um telefone vermelho , no final de seu governo, em minha casa, no bairro. Mas preferi ter uma linha convencional.
Para conseguir a linha, eu tinha que obter, pelo menos, mais 14 compradores (da linha da CETEL na Barra). Fiz uma lista de amigos e todos compraram seus telefones . Eu ainda era deputado. Isso aconteceu antes de eu ser cassado, em 1969.
Quando a Barra da Tijuca surgiu, nos anos 60, os problemas de poluição eram inexistentes. As águas das lagoas eram limpas.
Hoje, a situação é deplorável.
No seminário organizado por Donato Velloso, as lideranças e participantes denunciaram a degradação ambiental da Barra da Tijuca.
O Canal da Joatinga, com seu curso que deságua no início da praia da Barra da Tijuca, está com muitas bactérias e a constatação foi feita pelo biólogo Mário Moscatelli.
As águas da Barra da Tijuca precisam de tratamento urgente.
A praia da Barra, entre o Pepê e o quebra-mar está imprópria para o banho. Pela enorme quantidade de coliformes fecais.
Ao final do seminário, todos os participantes concluíram que é muito importante que o poder público tome conhecimento dessa situação. E que, junto com moradores e empresários do bairro, tentem solucionar esses problemas que prejudicam muito o ambiente e a qualidade de vida na região. Imagem Band News

editor
Luiz Claudio de Almeida, carioca, jornalista, tricolor, apaixonado por carnaval. Foi subeditor da Coluna Anna Ramalho no Jornal do Brasil e atua repórter do Portal Annaramalho. Assessor de imprensa com experiência de mais de 20 anos nas áreas de cultural, entretenimento, turismo, negócios e gastronomia.