Webnário da 14ª Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa segue até dia 30

Webnário da 14ª Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa segue até dia 30

Webnário da 14ª Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa segue até dia 30

Ao longo dos últimos 14 anos a Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa se consolidou como um dos mais importantes eventos inter-religiosos no Brasil, e principalmente na cidade do Rio de Janeiro, como uma das ações mais pontuais em defesa da liberdade religiosa e do Estado Laico.

Surgida em 2008, após o episódio de intolerância religiosa no Morro do Dendê (Ilha), onde adeptos das religiões de matrizes africanas foram expulsos pelo traficante Fernandinho Guarabu, que na época comandava o tráfico local. De lá pra cá, muitos outros casos vieram à tona, uma triste realidade principalmente para praticantes de ritos de matriz africana.

A 14ª Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa, tem como propósito a promoção da equidade e liberdade religiosa. O evento tradicionalmente é realizado no 3º domingo do mês de setembro, em Copacabana. Entretanto, diante da pandemia da COVID-19, a abertura das atividades da 14ª Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa contou com um ato simbólico inter-religioso com um grupo pequeno composta por sacerdotes, que distribuíram flores para pedestres, no último domingo (19), na Orla, mas seguindo todos os padrões de segurança da OMS.

Webnário da 14ª Caminhada  em Defesa da Liberdade Religiosa  segue até dia 30
Webnário da 14ª Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa segue até dia 30

Dando sequência ao ato, outras atividades compõem a grade, como o Webnário 14ª da Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa, que acontece até o dia 30 de setembro. Evento virtual com lives temáticas, organizadas por religiosos que compõem a Comissão de Combate à Intolerância Religiosa (CCIR).

Essa edição já realizou mesa de abertura, no dia 20 (segunda passada), abordando os 14 anos da Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa. Recebeu o Babalawô Ivanir dos Santos (Candomblé), Pastor Kleber Lucas (Igreja Evangélica), Padre. Fabio Luiz de Souza (Igreja Católica), Paulo Maltz (Comunidade Judaica), Filipe Karim de Azevedo (Muçulmano), Marilena Mattos (Umbandista) e Monge Cardoso (Budismo). Pode ser visto no You tube CEAP: https://www.youtube.com/channel/UCH2c8hEnNnfbBK9WNnw5UDg / ttps://www.facebook.com/ceap.rj

e Facebook Liberdade Religiosa: https://www.facebook.com/CaminhadaemDefesadaLiberdadeReligiosa

No dia 22, o tema foi: “O papel das religiões Pagãs durante a Pandemia e na construção do “Novo Normal”. Tendo como mediador Lucas Nicoletti. O debate foi composto pelo Sacerdote Og Sperle (Wicca), Sacerdote Bernardo Couppe (Bruxaria Tradicional) e Mateus Cabot (Politeísmo). Vale a pena rever no: https://www.youtube.com/c/Uni%C3%A3oWiccadoBrasil.

A quinta – dia 23, às 19h – abordou o tema: “A importância da presença das Religiões Pagãs e Neopagãs no cenário inter-religioso nacional”. Contou com Lucas Nicoletti, Sacerdote Og Sperle (Wicca), HP Saulo Gimenez (Wicca) e Mateus Cabot (Politeísmo). Só conferir no https://www.youtube.com/c/Uni%C3%A3oWiccadoBrasil

Também no dia 23, às 19h30 – Transmitiu a live “Intolerância Religiosa no Campo da Educação. Com os convidados Profª. Ms. Lavini Castro (Rede de Professores Antirracistas), Profº. Ms. Glauber Rocha Henrique Corrêa (SEEDUC), Profº. Ms. Maurício Vieira (Coordenador do Curso de Pedagogia da Faculdade Invest. de Ciências e Tecnologia). Com a mediadora Profª. Ms. Mariana Gino (PPGHC/UFRJ). Transmissão pelo You Tube da Rede de Professores Antirracistas (https://www.youtube.com/channel/UCN_zNyh5ki_iroJfklnTY7w)

Para sexta (24), três rodas de conversa, a primeira às 11h – Tema: “A Tenda do Diálogo”. Apresentada pelo Padre Anderson Pedroso, vice-reitor da PUC-RIO e diretor do Centro Loyola de Fé e Cultura, Hélio Koifman (Conselheiro da FIERJ), Rabino Sérgio Margulies (Associação Religiosa Israelita do Rio), Pe. Carlos Davis (Coordenador da seção católica do Diálogo Católico-judaico), Pe. Ilario Mazzarollo, (Congregação de N.S.Sion). Com a mediadora Ana Luiza Grillo Balassiano (Coordenadora da Seção Judaica do DCJ e de Diálogos da ARI). A transmissão será por zoom – gerado pelo Loyola/PUC, com retransmissão no face da ARI (https://www.facebook.com/AriAssociacaoReligiosaIsraelita/)

A segunda mesa às 19h – Tendo como pauta a “A importância da UWB junto a defesa de direitos para a comunidade Pagã e Neopagã no Brasil”. Mediação de Lucas Nicoletti. Com Sacerdotisa Sonja Reis (Stregheria), Bruxa Ligia Amaral Lima (Bruxaria Familiar), Sacerdotisa Tânia Gori (Bruxaria Natural) e Sacerdote Saulo Gimenez (Wicca). Transmissão pelo You Tube União Wicca do Brasil – https://www.youtube.com/c/Uni%C3%A3oWiccadoBrasil

E a terceira, às 19h – “O Islã como religião de paz, diálogo e solidariedade”, com Maria Helena Issa e Filipe Karim Azevedo. Mediador: Carlos Meneses. Transmissão: Rádio Islâmica do Rio no Facebook (https://www.facebook.com/RadioIslamRio)

No dia 26 de setembro, duas mesas – Às 19h – Tema: “O Fundamentalismo Religioso e seus perigos quanto à liberdade individual”. Trazendo Lucas Nicoletti, Og Sperle (Wicca), Diácono Nélson Águia (representante da Arquidiocese do RJ), Carlos Menezes (Islamismo Xiita), Sami Isbelle (Islamismo Sunita) e Pastor Ismael Lopes (Cristianismo). Transmissão: You Tube União Wicca do Brasil – https://www.youtube.com/c/Uni%C3%A3oWiccadoBrasil

Às 16h – Tema: Mulheres na Religião. Recebendo Diane Kuperman (CCIR), Iyanifa Monique Osunyoyin (ADIFALA), Rosilene Torquato de Oliveira. (APNs), Raquel Matoso da Silva (MNE), Rosana Araújo (Cultura Védica). Com mediação de Ana Hortência (UFRJ). Transmissão: You tube da Rede de Professores Antirracistas (https://www.youtube.com/channel/UCN_zNyh5ki_iroJfklnTY7w).

Dia 27 (2ª), às 18h, o tema é: A voz da mulher Nhandewa – questões atuais dos Guaranis do Brasil Central. Será orquestrado por Sandra Benites Guarani Nhandewa. Transmissão: instagram @xamanismo_nowacumig

Na terça, 28, às 18h – Tema: Religiosidade, espaços políticos e representatividade. Com Prof. Dr. Marcelo Alonso (PUC-Rio, CPII, Escola Alemã do Corcovado), Jair Ribeiro (MNU Niterói), Mejitó Cleber (Hùnkpàmè Dàn Hùesù), Prof. Dr. Rafael Winter Ribeiro (UFRJ), Pai Denisson D’Angiles – Sacerdote de Umbanda – dirigente/fundador do Instituto CÉU ESTRELA GUIA e CEU Pela Vida. Mediador: Prof. Leonardo Mattos. Transmissão: Facebook Comdedine-Rio (https://www.facebook.com/COMDEDINE)

Também no dia 28, às 19h – A Terra é o tema: Terra: Útero ou Santuário (a importância da natureza e de sua preservação para as religiões pagãs). Mediador Lucas Nicoletti. Com Alana Morgana (Wicca), Lua Serena (Bruxaria) e Selena de Hékate (Politeísmo). Exibido pelo You Tube União Wicca do Brasil. https://www.youtube.com/c/Uni%C3%A3oWiccadoBrasil

Para o dia 29, várias agendas. Às 9h – Tema: “O indígena na cidade grande: Algum Desrespeito?”. Convidadas: Athamis e Marize Guarani Conselheira do CEDIND. Transmissão: instagram @xamanismo_nowacumig

Às 17h30 – Tema: Antissemitismo. Com Carlos Minc, Bruno Gottlieb, Paulo Geiger e Diane Kuperman. Transmissão pelo CEAP

Às 18h – Tema: Religiosidade e espaços públicos: usos e práticas. Com Waguinho Macumba, Mãe Fátima de Omolu e Babalawo Maxwel Trindade. Mediador: Prof. Leonardo Mattos. Transmissão: Comdedine-Rio (https://www.facebook.com/COMDEDINE)

Às 19h – Tema: Caça às Bruxas no Brasil colônia e seus possíveis desdobramentos em nossa sociedade atual. Mediador: Og Sperle. Convidados: Profª. Drª. Lana Lage (Historiadora, Doutora em História pela USP e Mestre em História pela UFF). Transmissão: You Tube União Wicca do Brasil (https://www.youtube.com/c/Uni%C3%A3oWiccadoBrasil

Às 20h – Tema: A mulher no Mundo Mulçumano e no Mundo Xamânico. Com Athamis e Marian Zabad. Transmissão: instagram do @xamanismo_nowacumig

Às 20h – Tema: Griôs na Vida e na Fé. Convidados: Nanci Rosa, Alexandre Lopes Tomé, Mestre Ogãn Kotoquinho e a mediadora Adriana Martins. Transmissão pelo facebook do Jornal Empoderado (https://www.facebook.com/jornalempoderado)

E no dia 30, encerra com a gravação de um grande show, que será transmitido em outubro, nas redes do CEAP e CCIR.

Para o Profº. Drº. Babalawô Ivanir dos Santos – interlocutor da CCIR, as atividades potencializam e levam para reflexão o combate à intolerância religiosa. “Precisamos fazer da história um suporte para as nossas memórias e o alimento para as nossas resistências cotidianas. A Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa vem preenchendo os espaços e os cenários de lutas em prol da tolerância, da diversidade e da equidade religiosa no Brasil”, pontuou.  

Foto de Henrique Esteves

Vinkmag ad

Redação

Read Previous

Consulta médica e exames de imagem gratuitos em Piracanjuba

Leia a seguir

Comemoração na Casa Julieta de Serpa

outubro 16, 2021