Bsb Flash

Após ser cancelado na internet, Hytalo Santos tenta reativar rede social

Hytalo Santos tenta reativar rede social

Polêmica na web: após ser cancelado na internet, o dançarino de Bregafunk teve suas contas no Instagram desativadas. Agora ele tenta correr atrás do prejuízo, mas ainda não teve êxito na busca, e por isso pede ajuda para retomar aquela que é sua fonte de sustento financeiro.

Expor as opiniões na internet é algo que pode custar caro. Afinal, opiniões divergentes do senso comum correm o risco de serem “canceladas”. Segundo o dicionário do mundo virtual, este vocábulo significa “boicotar pessoas famosas por comportamentos que o público considere como inadequado. A pessoa é exposta por sua conduta e então cancelada pelo comportamento: as pessoas deixam de segui-las e consumir seus conteúdos online ou mesmo físicos”.

Foi isso que aconteceu com o dançarino de bregafunk, o paraibano Hytalo Santos. Segundo o jovem artista, “a internet hoje é muito complicada, porque quem se pronuncia primeiro em qualquer situação, o pessoal abraça. E eu nunca fui me pronunciar ou me defender sobre qualquer situação que me acusassem ou falassem sobre mim. E aí aconteceram problemas com pessoas que acabaram expondo minha vida pessoal e profissional”. Além disso, ele conta que a primeira pessoa que começou a falar dele começou a ganhar seguidores, puxando uma série de usuários das redes sociais que fizeram a mesma coisa. “Virei como uma máquina de ganhar seguidores, pois todo mundo que falava bem ou mal de mim ganhava público”, conta.

Antes de poder se defender dos ataques que estava recebendo, ele lembra que teve apagada uma conta no Instagram que tinha mais de 580 mil seguidores: “Fiquei sabendo que isso aconteceu devido à uma regra que o Instagram usa, mas não sei qual foi e nem porque isso ocorreu. Aliás, não fui informado de que por qualquer número de denúncias, o Instagram bloqueia a conta do usuário”, relata Hytalo. Com medo de perder uma conta com um milhão de seguidores, ele destaca que a única alternativa foi também desativar este perfil no Instagram.

Hoje com uma conta com menos de 30 mil seguidores, Hytalo Santos acredita que o comportamento dos agressores está mudando: “Aqueles que falavam mal de mim agora estão mudando o comportamento, estão preferindo me procurar para querer conversar e entender minhas posições sobre os assuntos antes de tentar me ‘cancelar’ novamente pela internet”.

Mesmo com a ação dos haters, o dançarino aproveitou a oportunidade para divulgar o novo clip, o que acredita que será uma forma de superar este momento difícil e retomar a carreira: “Sigo continuando tentando voltar à minha vida nas redes sociais. Afinal, isso é meu ganha pão, a minha renda e o que eu amo fazer. Além disso, gosto de fazer as pessoas em casa sorrirem”. Arrependidos dos erros do passado, ele completa: “Todo ser humano tem falhas, mas da forma que fui exposto é como eu tivesse matado ou roubado alguém”. E ele vai além: “Nunca tinha visto isso, pois tiraram o meu direito de ter uma rede social”.

As agressões, ele lamenta, saíram do campo virtual e passaram a ser direcionadas i inclusive para sua família: “Essas pessoas vão atrás dos parentes, os perseguem, falam coisas horríveis e que machucam. E eu sempre procurei estar na internet para fazer o bem, propor novidades e coisas boas, só que isso não foi colocado na balança quando acontece uma exposição dessa. As pessoas querem chegar e pisar. Mas ninguém lembrou das coisas boas que fiz para as outras”, lamenta.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Atualizações Recentes

Sicoob UniCentro Br

Cooperativismo financeiro se destaca em São Paulo

São Paulo vem se tornando o mais importante mercado do Sicoob UniCentro Br, a cooperativa que foi fundada em 1992 em Goiânia, e atualmente presente

Dono da Life Natural diz que é possível extrair do Amazonas sem prejudicar a cultura indígena nem a natureza

Dono da Life Natural diz que é possível extrair do Amazonas sem prejudicar a cultura indígena nem a natureza

Ricardo Maia, proprietário do Grupo Life Natural conta que praticamente 70% dos produtos da empresa tem matéria prima, com origem amazônica Com atuação na importação

Fast Escova Jd. América

Celebração de 1 ano da Fast Escova Jd. América

A empresária Julliana Gundim, franqueada à frente das unidades Jardim América e Alto da Glória da Fast Escova está preparando um coquetel para clientes e

Teatro dos Ventos estreia espetáculo de rua na reinauguração do Castelinho do Parque da Cidade

Teatro dos Ventos estreia espetáculo de rua na reinauguração do Castelinho do Parque da Cidade

Entre os dias 1º e 8 de agosto, a Capital Federal recebe o espetáculo, totalmente gratuito, O Inspetor Geral – A Coisa Tá Russa, em

%d blogueiros gostam disto: