A querida Beth Serpa, engenheira e responsável pelos figurinos dos musicais da Casa Julieta de Serpa e do Teatro Cesgranrio,   passou seu aniversário,  no último dia 23, em Petrópolis, ao lado do marido, Carlos Alberto Serpa, presidente da Fundação Cesgranrio.
O casal está recluso na casa da região serrana, desde o surgimento  do Coronavirus. A aniversariante, que também dirige a Casa Julieta de Serpa, no Flamengo, junto com o marido, informou que apesar da casa ter fechado por causa da pandemia, o restaurante passou a atender os clientes através do aplicativo www.ifood.com.br.
Construido em 1920, onde hoje é a Casa de Arte e Cultura Julieta de Serpa, o palacete teve como primeiros moradores o comerciante Demócrito Lartigau Seabra, filho de uma importante família de comerciantes, e sua mulher, Maria José.
Um ano após da morte do filho mais velho do casal, Carlos Alberto Serpa, comprou o palacete e deu ao local o nome de sua mãe, Julieta de Serpa ( apaixonada por arte e cultura).