Décadas de sacerdócio
Notícias Rio de janeiro

Décadas de sacerdócio

Por Mauro Magalhães – Ex-deputado e empresário

Vigário da Paróquia de São Francisco de Paula, na Barra da Tijuca, desde 1972, o frade italiano Constantino Mandarino completa este ano cinco décadas de sua missão religiosa na região mais movimentada da zona oeste do Rio de Janeiro.
Patrimônio da Barra da Tijuca, Frei Dino é amigo querido e reside, até hoje, na Casa Paroquial da Rua Olegário Maciel.
Atualmente com problemas de locomoção, ele continua a rezar as missas no bairro.
Franzino e delicado no trato com todos os que o procuram, Frei Dino nos aproximou de Deus, nos momentos mais difíceis, principalmente os que culminaram com a primeira fase da pandemia do coronavírus.
Quando foi morar na Barra da Tijuca, havia poucos habitantes. Frei Dino destacou-se por seu trabalho em defesa da população carente. Ele atendeu pessoalmente aos moradores de comunidades próximas.
Nos anos 70 e início dos anos 80, principalmente, coordenou atividades do MOBRAL, Movimento Brasileiro de Alfabetização. Chegou a atender mil alunos, de uma vez.
Sempre ocupado com os problemas dos outros, ele está disponível para tudo . Até hoje está atento às questões ligadas, principalmente? aos fiéis do Vidigal, Rocinha e comunidades que se formaram perto da Barra da Tijuca.
Apreciador de esportes, e, principalmente do futebol, Frei Dino também gostava de jogar peladas, quando veio morar na Barra.
Eu, que também jogava peladas, em campos de futebol de amigos, levei, algumas vezes, Frei Dino para jogar com personalidades ilustres, no Recreio dos Bandeirantes.
Nascido em 15 de novembro de 1938, na Província de Cozenza, Calábria, Frei Dino ordenou-se padre em Roma. Em 1957.
Em 2010, Frei Dino recebeu o título de Cidadão do Rio de Janeiro, pela Assembleia Legislativa. Alerj.
Em setembro de 1990 foi transferido para Roma para assumir a Reitoria do Colégio Internacional de EUR.
Mas, as saudades eram muitas. E, Frei Dino voltou à Paróquia de São Francisco de Paula da Barra da Tijuca, em janeiro de 2000.
Além de Frei Dino, estão na tradicional Paróquia de São Francisco de Paula o querido pároco, Frei Evelio de Jesus, Frei José Antônio, o Frei Zezinho, e o Diácono Vicente Arruda.

editor
Luiz Claudio de Almeida, carioca, jornalista, tricolor, apaixonado por carnaval. Foi subeditor da Coluna Anna Ramalho no Jornal do Brasil e atua repórter do Portal Annaramalho. Assessor de imprensa com experiência de mais de 20 anos nas áreas de cultural, entretenimento, turismo, negócios e gastronomia.