O ano que vem promete amplificar a padronização, o cruzamento de tons semelhantes e a predominância de uma cor só

2020 chegou e os formadores de opinião e especialistas já apostam quais serão os itens mais requisitados e que provocarão mais fascínio entre os amantes da arquitetura e decoração. Dentre os mais citados, dois chamam muito a atenção: as cozinhas monocromáticas e o uso do tom sobre tom. Hoje, arquitetos, designers e decoradores investem tempo em brincar com as cores, então é muito interessante e surpreendente que o estilo clean volte e traga consigo o monocromático e os tons mais neutros se sobrepondo como tendência.Este ano promete amplificar a padronização, o cruzamento de tons semelhantes e a predominância de uma cor só. Nesse movimento, as cozinhas são os ambientes mais propensos à mudança, isso por serem espaços de grande fluxo, rotina e funcionalidade na casa. Auxiliando na tarefa de deixar esse espaço ainda mais bonito, prático e na moda, a Idélli Brasília dispõe de um catálogo vasto em termos de cores e móveis planejados.

Com tecnologia inovadora, a empresa brasileira auxilia o cliente a tirar as ideias do papel para executarem da melhor maneira possível. “Sabemos da importância de nos mantermos antenados às tendências e, por esse motivo, dispomos sempre do que há de melhor e mais sofisticado”, afirma Simone Lima, proprietária da Idélli Brasília.

Quando se opta pelo monocromático e o tom sobre tom, o refinamento é o resultado mais buscado. Para alcançar o efeito desejado é muito importante investir em texturas, matérias-primas diferenciadas e sobreposições. Sempre é recomendada a orientação de um profissional habilitado para que as novas cores e objetos funcionem bem na decoração.

Artigo anteriorNo aniversário de São Paulo, Casas Bahia destaca momentos importantes
Próximo artigoPresente para Goiânia
Avatar
A jornalista Isabel Almeida, trabalha atualmente na Embrapa, é editora do site bsbflash, youtuber do canal Flash Brasília e escreve em diversos sites como: colunista do jornal Alô Brasília. Natural de Brasília, já trabalhou em diversos órgãos do DF, como na Secretaria de Educação; na Administração Regional do Gama; na Secretaria de Saúde, na Câmara Distrital, e também em GO, na prefeitura de Valparaíso, na gestão de José Valdécio . Atuou também no Conselho Federal de Engenharia e Agronomia- Confea, foi editora da revista Fala Prefeito; e colunista da revista AC/DF e colunista do site AIB News do Rio de Janeiro. Desde 2010 é vice-presidente da Câmara de Comércio Brasil e Portugal,e em 2016, foi nomeada presidente do Conselho comunitário do Octogonal e Sudoeste.