Humberto Martins e Bel Kutner participam das filmagens de “Barão Hirsch – O Judeu de Quatro Irmãos”
Celebridades cinema Colunismo Social

Humberto Martins e Bel Kutner participam das filmagens de “Barão Hirsch – O Judeu de Quatro Irmãos”

Os atores Humberto Martins e Bel Kutner estiveram em Porto Alegre  para filmar no Palácio Piratini, cenas do filme “Barão Hirsch – O Judeu de Quatro Irmãos”, obra brasileira de cinema independente que conta a história do maior filantropo de todos os tempos.
O filme é dirigido pelo gaúcho Osnei de Lima, e tem sido considerado uma das maiores obras de cinema independente já rodadas no país. O projeto, que está com mais da metade já rodado, não tem recursos de leis de incentivo fiscal ou verba pública. O diretor que também assina o roteiro, iniciou as pesquisas sobre Barão Hirsch (Humberto Martins) e da Baronesa Clara Bifhoffhein (Bel Kutner) desde o ano de 1998, quando descobriu parte da história do filantropo judeu.
O longa-metragem inicia sua história há mais de cinco mil anos, contando desde a história de Abraão. Também retrata momentos de 1850, quando mostra a aquisição da Fazenda Quatro Irmãos pelos Irmãos Pacheco. No ano de 1877 até 1886, momento em que Maurice Von Hirsch decide optar pela filantropia e adotar os judeus espalhados pelo leste Europeu e enviar para várias partes do mundo. A partir de 1911, quando os judeus chegam na Fazenda Quatro Irmãos, a história começa um novo período.
O filme tem cenas nos campos de concentração de Auschwitz, cenários construídos durante meses para relembrar a triste história dos judeus mortos durante o Holocausto.  A história tem momentos de profunda emoção do início até o fim. Mais de mil pessoas participam do elenco e figurantes do projeto.
No elenco, além de Olá, Segue , ainda tem Giuseppe Oristanio, Narjara Turetta, Marcos Wainberg,  Reinaldo Gonzaga, Daniela Albuquerque, Romeo D’Angelo, Pedroa Pauleey, Grande Otelo Filho, Zé Vitor Castiel, Patrícia Vilela entre outros. O filme teve a participação de Andor Stern, que era o único brasileiro sobrevivente do holocausto, e que faleceu em 2022. O filme orçado em 975 mil reais (menos de 200 mil dólares), já tem convites em diversos países para fazer a sua primeira exibição.

editor
Luiz Claudio de Almeida, carioca, jornalista, tricolor, apaixonado por carnaval. Foi subeditor da Coluna Anna Ramalho no Jornal do Brasil e atua repórter do Portal Annaramalho. Assessor de imprensa com experiência de mais de 20 anos nas áreas de cultural, entretenimento, turismo, negócios e gastronomia.