MRV recebe certificação NDT-1 da Caixa Econômica

Documento avalia o nível de desempenho técnico das empresas do setor; MRV alcançou a gradação máxima, com destaque à qualidade da execução e dos materiais empregados em suas obras

A MRV, maior construtora da América Latina, recebeu neste mês a certificação NDT (nível 1), emitida pela Caixa Econômica Federal, em reconhecimento à excelência e qualificação técnica de seus empreendimentos, desde o projeto até a entrega.

Elaborado a partir de uma nova metodologia de análise criada pela Caixa, o NDT mede o nível de desempenho técnico das empresas do setor, a partir de análises que avaliam todas as etapas do processo construtivo, do projeto ao pós-venda.

A MRV obteve a gradação máxima, que é o nível 1, com destaque à qualidade da execução e dos materiais empregados em suas obras. “Foi o critério em que alcançamos o nível mais alto dentre vários outros que são avaliados”, destaca Edmil Adib Antonio, diretor de Relação Institucional e Crédito da MRV.

Segundo ele, de 70 empresas do setor, já avaliadas pela Caixa Econômica Federal, apenas 17 conseguiram obter a NDT-1. “O objetivo do banco é justamente estimular a adoção de melhores práticas e tecnologias no mercado imobiliário. O resultado mostra que, mais uma vez, estamos servindo de exemplo”.

O NDT também estimula a adoção de controles mais eficientes em todas as etapas dos projetos de construção. As avaliações são feitas a partir de ratings técnicos, que ainda incluem cuidado/atenção da marca, processos de gestão e aquisição de materiais, relacionamento com os clientes, dentre outros.

Além do NDT-1, as obras da MRV têm recebido o Selo Casa Azul – Ouro, que também é emitido pela Caixa Econômica. Trata-se de uma classificação socioambiental destinada a empreendimentos habitacionais que adotam soluções eficientes na concepção, execução, uso, ocupação, manutenção das edificações e qualidade do entorno, equipamentos comunitários, bens e serviços à disposição dos adquirentes.

 

Vinkmag ad

Isabel Almeida

A jornalista Isabel Almeida, trabalha atualmente na Embrapa, é editora do site bsbflash, youtuber do canal Flash Brasília e colunista do jornal Alô Brasília. Natural de Brasília, já trabalhou em diversos órgãos do DF, como na Secretaria de Educação; na Administração Regional do Gama; na Secretaria de Saúde, na Câmara Distrital, e também em GO, na prefeitura de Valparaíso, na gestão de José Valdécio. Atuou também no Conselho Federal de Engenharia e Agronomia- Confea, foi editora da revista Fala Prefeito; e colunista da revista AC/DF e colunista do site AIB News do Rio de Janeiro. Desde 2010 é vice-presidente da Câmara de Comércio Brasil e Portugal, e em 2016, foi nomeada presidente do Conselho comunitário do Octogonal e Sudoeste.

Read Previous

Mais R$ 90 milhões para a cultura do DF

Leia a seguir

Querida, encolheram o ap!

outubro 27, 2021