Programa de ensino de inglês para jovens profissionais afro-brasileiros e indígenas abre inscrições

Access E2C conta com 140 vagas; inscrições vão até dia 17 de janeiro.

Programa de ensino de inglês para jovens profissionais afro-brasileiros e indígenas abre inscrições

Brasília, 8 de dezembro de 2020 – A Embaixada e os Consulados dos Estados Unidos no Brasil, em parceria com o Grupo +Unidos, anunciam nesta terça-feira (8) a abertura de inscrições para o programa Access E2C, uma expansão do bem-sucedido projeto-piloto English to Connect, Communicate, Catalyze (E2C), agora junto ao já amplamente conhecido Programa Access do governo norte-americano no Brasil. O Programa Access acontece em nível mundial, desde 2004, sendo oferecido pelo Departamento de Estado norte-americano em mais de 86 países. No Brasil, já beneficiou mais de 2.500 participantes desde seu início em 2008. Nessa nova fase – Access E2C, 140 vagas serão oferecidas para capacitar jovens profissionais e/ou empreendedores negros e indígenas de todo o Brasil através do desenvolvimento de proficiência na língua inglesa.

“Estamos muito felizes em anunciar a expansão desse programa em um período que tem sido tão difícil para todos. Acreditamos que ele pode fazer grande diferença na vida desses jovens, criando novas oportunidades e contribuindo para um ambiente de empresas mais diversas e inclusivas”, disse Todd Chapman, embaixador dos Estados Unidos no Brasil.

O Access E2C conta com 210 horas de aulas online que acontecerão durante todo o ano de 2021 e serão conduzidas por profissionais experientes no ensino do idioma. Atividades extracurriculares como mentorias e diálogos com profissionais das carreiras de interesse dos alunos são um diferencial do programa.

Ao fim do curso, cada estudante será submetido ao TOEIC (Teste de Inglês para Comunicação Internacional), exame que mede o nível de proficiência no idioma e emite certificação reconhecida internacionalmente, tanto no mercado de trabalho como em universidades.

“Após a conclusão dos projetos-piloto do E2C, 90% dos participantes relatam ter conseguido emprego ou uma promoção após a conclusão do curso. E esse é o nosso objetivo em parceria com a Embaixada e o Consulado: capacitar a população brasileira para viver de forma plena e produtiva neste futuro colaborativo e globalizado”, afirma Daniel Grynberg, diretor executivo do Grupo +Unidos.

O programa agora passa a ser nacional e a maioria das aulas serão virtuais, com exceção da turma da cidade de São Paulo que, caso as condições de saúde pública permitam, se manterão presenciais. Candidatos ao programa devem ser profissionais e/ou empreendedores afro-brasileiros e indígenas entre 18 e 35 anos de idade, com conhecimento da língua inglesa equivalente ao nível básico 2 e disponibilidade para um programa intensivo de ensino.

As inscrições para a edição de 2021 podem ser feitas até 17 de janeiro neste link: www.maisunidos.org/accesse2c. Os selecionados serão anunciados no dia 9 de fevereiro e o início das aulas está previsto para março.

Na próxima segunda-feira, 14 de dezembro, acontece o encerramento da turma de 2020 em uma cerimônia virtual patrocinada pela Boeing. “Estamos entusiasmados em comemorar esta conquista dos alunos do E2C. Na Boeing, temos o compromisso de buscar e defender a diversidade de maneira intencional, e de continuar a promover a inclusão de forma relevante nas comunidades nas quais estamos presentes”, disse Landon Loomis, diretor-geral da Boeing no Brasil.

Siga embaixador Chapman no Twitter @USAmbBR. As informações são atualizadas regularmente em nosso site. As nossas contas do TwitterFacebookInstagram e Flickr também fornecem atualizações regulares. 

Para mais informações sobre essa nota à imprensa entrar em contato com a Assessoria de Imprensa da Embaixada dos EUA em Brasília pelo e-mail [email protected] ou pelos telefones (61) 3312-7367 / 7364.