Hidden com dendê

Depois do sucesso de três edições do Hidden em Brasília, a produtora Mari Braga desembarca na capital baiana com o projeto. O local escolhido é um casarão antigo em processo de restauração, numa travessa da Rua Chile, com vista total para a Baía de Todos-os-Santos, Centro Histórico de Salvador. A proposta, que chega à cidade como promessa de point do verão soteropolitano, também busca ser uma referência para os brasilienses que adoram o tempero da Bahia.

Na edição Bahia, o Hidden mantém o foco em enogastronomia, música e artes. A versão local do projeto tem inauguração prevista para janeiro de 2020 e deverá se prolongar ao longo de todo o verão. A ideia é reunir, em sunsets exclusivos, de quinta a domingo, durante a alta temporada, grupos de até 100 pessoas por dia. “Nosso público é gente que se interessa por vinhos, cervejas artesanais, charcutaria, música e artes visuais e que gosta de usufruir de tudo isso num espaço intimista, como se estivesse na varanda de casa”, explica a produtora.

O conceito do Hidden é ocupar lugares inusitados, desconhecidos do público, que voltam a ganhar vida com uma cenografia especial, onde os produtos de consumo estejam à mão dos frequentadores. No espaço, estarão disponíveis rótulos de vinhos de diversas procedências e preços, cervejas artesanais, frios e outros acepipes que o cliente compra na lojinha montada no espaço e degusta nos lounges em formato de salas de estar.

O projeto, que começou em Brasília numa passagem subterrânea abandonada para pouco mais de 100 pessoas, movimentou o Parque da Cidade nas duas últimas temporadas e confirma a quarta edição na Capital Federal no segundo semestre. Cada vez mais concorrido, deverá receber cerca de 500 pessoas por dia.

Artigo anteriorDom Francisco Pátio Brasil
Próximo artigoLançamento Quatro Dias com Eduardo
Avatar
A jornalista Isabel Almeida, trabalha atualmente na Embrapa, é editora do site bsbflash, youtuber do canal Flash Brasília e escreve em diversos sites como: colunista do jornal Alô Brasília. Natural de Brasília, já trabalhou em diversos órgãos do DF, como na Secretaria de Educação; na Administração Regional do Gama; na Secretaria de Saúde, na Câmara Distrital, e também em GO, na prefeitura de Valparaíso, na gestão de José Valdécio . Atuou também no Conselho Federal de Engenharia e Agronomia- Confea, foi editora da revista Fala Prefeito; e colunista da revista AC/DF e colunista do site AIB News do Rio de Janeiro. Desde 2010 é vice-presidente da Câmara de Comércio Brasil e Portugal,e em 2016, foi nomeada presidente do Conselho comunitário do Octogonal e Sudoeste.