Representantes de alto escalão participam do Diálogo de Alto Nível Brasil-EUA em Brasília
Internacional

Representantes de alto escalão participam do Diálogo de Alto Nível Brasil-EUA em Brasília

Nesta segunda-feira, a subsecretária de Estado para Assuntos Políticos, Victoria Nuland, e o subsecretário de Estado para Crescimento Econômico, Energia e Meio Ambiente, José Fernandez, co-presidiram o Diálogo de Alto Nível Brasil-EUA de 2022 com seus homólogos, o secretário de Américas, embaixador Pedro Miguel da Costa e Silva; o secretário de Comércio Exterior e Assuntos Econômicos, embaixador Sarquis José Buainain Sarquis; o secretário de Assuntos Consulares, Cooperação e Cultura, embaixador Leonardo Luís Gorgulho Nogueira Fernandes do Ministério das Relações Exteriores do Brasil.
O Diálogo reafirmou objetivos comuns de fortalecimento da governança democrática, instituições e Estado de direito, prosperidade econômica, saúde, meio ambiente, segurança e direitos humanos. Como membros do Conselho de Segurança da ONU, o Brasil e os EUA reforçaram o forte compromisso com a paz e segurança, discutiram a condenação internacional da invasão injustificada da Rússia à Ucrânia e a mitigação dos impactos globais do conflito.
Os participantes discutiram o amplo relacionamento bilateral de comércio e investimento, incluindo o apoio dos EUA à adesão do Brasil à OCDE, implementação de novos protocolos do Acordo de Comércio e Cooperação Econômica, Acordo de Pesquisa, Desenvolvimento, Teste e Avaliação (RDT&E) Brasil-EUA, recentemente ratificado pelo Congresso brasileiro, bem como a recente entrada do Brasil no programa Global Entry. Os participantes também discutiram formas de construir cadeias de abastecimento mais resistentes, por meio dos princípios de transparência, diversidade, segurança e abertura, antes do próximo Fórum Ministerial da Cadeia de Abastecimento.
Além dos esforços já mencionados, os EUA também enviarão especialistas na área de fertilizantes para explorar tecnologias e maneiras melhores e mais eficientes de utilização. A delegação também conversou sobre o Grupo de Trabalho bilateral de Minerais Críticos para fomentar a cooperação entre os dois países, que é crucial para a transição energética e progresso econômico. À frente do Fórum de Energia Brasil-EUA e do Diálogo da Indústria de Energia Limpa do Departamento de Energia em Washington, ambos os governos discutiram planos para acabar com o desmatamento ilegal, cumprir a meta de zerar emissões líquidas de carbono e fomentar investimentos essenciais para a transição energética.
Para combater os efeitos econômicos e sanitários da pandemia da Covid-19, os dois países também discutiram uma abordagem regional para enfrentar os desafios de governança sistêmica, supervisão e financiamento no setor de saúde pública. O Brasil e os EUA doaram milhões de vacinas contra a Covid-19 para países da região e do mundo e exploraram possibilidades para futura colaboração no desenvolvimento de vacinas e outras tecnologias médicas. As delegações discutiram como uma maior colaboração bilateral e regional na área de saúde pública ajudará a combater a pandemia e a prevenir futuros surtos.
O Diálogo explorou possibilidades de cooperação global para a manutenção da paz, segurança especial e de energia nuclear civil. O Brasil e os EUA continuam a administrar, de forma humana, a migração ilegal, abordando suas causas fundamentais.
A delegação contou com diversos representantes, como o vice-secretário principal de Estado para Assuntos do Hemisfério Ocidental, Ricardo Zúniga, o vice-secretário de Estado para Assuntos do Hemisfério Ocidental, Mark Wells, e a vice-secretária de Estado para Transformação da Energia, Anna Shpitsberg.
A jornalista Isabel Almeida, trabalha atualmente na Embrapa, é editora do site bsbflash, youtuber do canal Flash Brasília e colunista do jornal Alô Brasília. Natural de Brasília, já trabalhou em diversos órgãos do DF, como na Secretaria de Educação; na Administração Regional do Gama; na Secretaria de Saúde, na Câmara Distrital, e também em GO, na prefeitura de Valparaíso, na gestão de José Valdécio. Atuou também no Conselho Federal de Engenharia e Agronomia- Confea, foi editora da revista Fala Prefeito; e colunista da revista AC/DF e colunista do site AIB News do Rio de Janeiro. Desde 2010 é vice-presidente da Câmara de Comércio Brasil e Portugal, e em 2016, foi nomeada presidente do Conselho comunitário do Octogonal e Sudoeste.