Ex-senador Saturnino Braga, que fará 90 anos em setembro de 2021, escreveu um capítulo sobre a importância do diálogo, no livro que começou a organizar desde março de 2020, A política e a pandemia.

“Na democracia, conversar é fundamental. Falta diálogo no Brasil. Na esquerda e na direita é preciso que todos conversem e se entendam para resolver, principalmente, os problemas de saúde pública, causados pela pandemia do Covid-19, e da crise econômica “- afirmou o ex- prefeito carioca .

Para Saturnino, diálogo afasta a ignorância.

“O povo quer tomar logo a vacina. Os políticos precisam se entender para que a vacinação aconteça rapidamente. O povo também sofre com a crise econômica. Lamento muito pelas recentes demissões no Banco do Brasil e pela perda de emprego dos profissionais que trabalhavam na Ford “- disse ele.

Presidente do Centro Celso Furtado, Saturnino Braga acha que a falta de diálogo causou problemas até mesmo para a democracia americana, atingida, recentemente, pela invasão de direitistas, adeptos de Trump, no Congresso dos EUA.

“No mundo e no Brasil precisamos retomar o diálogo. É a única saída para o impasse que vivemos . Temos que voltar a conversar politicamente “- concluiu.

Artigo anteriorJustiça proíbe uber de ônibus
Próximo artigoViver um personagem bíblico nos faz pensar na nossa história
Avatar
A jornalista Isabel Almeida, trabalha atualmente na Embrapa, é editora do site bsbflash, youtuber do canal Flash Brasília e escreve em diversos sites como: colunista do jornal Alô Brasília. Natural de Brasília, já trabalhou em diversos órgãos do DF, como na Secretaria de Educação; na Administração Regional do Gama; na Secretaria de Saúde, na Câmara Distrital, e também em GO, na prefeitura de Valparaíso, na gestão de José Valdécio . Atuou também no Conselho Federal de Engenharia e Agronomia- Confea, foi editora da revista Fala Prefeito; e colunista da revista AC/DF e colunista do site AIB News do Rio de Janeiro. Desde 2010 é vice-presidente da Câmara de Comércio Brasil e Portugal,e em 2016, foi nomeada presidente do Conselho comunitário do Octogonal e Sudoeste.