Bloco Órfãos do Brizola: O Brasil me obriga a beber

Presidido por Renan Ucceli e com o apoio de Carlos Lupi, presidente nacional do PDT, e do cientista político Everton Gomes , Vice-Presidente da Fundação Leonel Brizola , o Bloco Órfãos do Brizola vai lançar dia 25 de janeiro, em ensaio especial , na Praça Tiradentes, o enredo para o desfile deste ano.

O tema será “O Brasil me obriga a beber “. São críticas à censura, à falta de infraestrutura dos governos, à baixa qualidade do ensino e da saúde, etc” – explicou Everton Gomes, que elogiou a iniciativa de Renan Ucceli.
Ucceli é também um dos autores do samba, junto com Dalton Cunha e Matheus Viug.

” O bloco é resistência ao caos da Prefeitura, que começou mal esse ano com o desfile de A Favorita em Copacabana. O bairro , onde a maioria da população é de idosos, foi muito prejudicado” – disse Everton Gomes.
” Os Órfãos do Brizola ” nos fará lembrar sempre do governador Brizola, que amava o Rio de Janeiro, o carnaval e as escolas de samba “- disse Carlos Lupi.

Na foto, Carlos Lupi , presidente nacional do PDT, com o presidente do Bloco Órfãos do Brizola, Renan Ucceli, e Everton Gomes, Vice- Presidente da Fundação Leonel Brizola.

Artigo anteriorPaulo Lins e Silva diz que Legislativo só quer atender interesses do Executivo
Próximo artigoGolden Boys abrem a temporada 2020
Avatar
A jornalista Isabel Almeida, trabalha atualmente na Embrapa, é editora do site bsbflash, youtuber do canal Flash Brasília e escreve em diversos sites como: colunista do jornal Alô Brasília. Natural de Brasília, já trabalhou em diversos órgãos do DF, como na Secretaria de Educação; na Administração Regional do Gama; na Secretaria de Saúde, na Câmara Distrital, e também em GO, na prefeitura de Valparaíso, na gestão de José Valdécio . Atuou também no Conselho Federal de Engenharia e Agronomia- Confea, foi editora da revista Fala Prefeito; e colunista da revista AC/DF e colunista do site AIB News do Rio de Janeiro. Desde 2010 é vice-presidente da Câmara de Comércio Brasil e Portugal,e em 2016, foi nomeada presidente do Conselho comunitário do Octogonal e Sudoeste.