Bsb Flash

Espetáculo de dança AIYÊ

Espetáculo que parte do corpo afro diaspórico feminino, em um jogo entre dança e tecnologia, estreia temporada online

De 27, 28, 29 e 30 de janeiro de 2021

Canal Aiyê no Youtube

O grupo de pesquisa Corpografias apresenta o espetáculo de dança Aiyê, dirigido e concebido por Larissa Ferreira, que estreia no dia 27 de janeiro e segue em cartaz nos dias 28, 29 e 30 de janeiro de 2021, de forma virtual, no canal Aiyê, no Youtube. Além disso, o projeto prevê uma apresentação especialmente desenhada para a comunidade de cegos, que envolve audiodescrição e uma instalação de dança sonora-corporal. Aiyê completa uma trilogia de criações e pesquisa da diretora e coreógrafa Larissa Ferreira no contexto da dança em diálogo com as tecnologias digitais para a cena, assim como aprofunda as investigações realizadas no Grupo de Pesquisa Corpografias.

A palavra “Aiyê” significa  “vida” na língua iorubá, tronco linguístico de muitos dos africanos trazidos para a América Latina. Parte-se, então, do desafio de pensar a vida, desde as relações de gênero, as matrizes afro indígenas, as questões sócio-culturais e políticas imbricadas nesta discussão, trazendo a beleza de um legado ancestral, mas também acionando as violências cotidianas que denunciam o racismo estrutural.

Nesta linha da vida, a qual Aiyê percorre, é tempo de saudar quem abre os caminhos, dançar com as águas salgadas, mas também com águas doces. Evocar a natureza como força que move o corpo e a dança. Cair e se reerguer, e logo nos vestir como realeza, honrar os ancestrais e agradecer por estar aqui.

A diretora, Larissa Ferreira, é natural de Salvador e coordena o Grupo de Pesquisa Corpografias em Brasília. Já realizou obras coreográficas, performáticas e visuais  no Brasil e em outros países, como Inglaterra, Moçambique, Alemanha, Qatar, Itália, Uruguai, EUA e Finlândia. É professora na Licenciatura em Dança do Instituto Federal de Brasília,  Doutora e Mestra em Artes – UnB e Licenciada em Dança – UFBA.  Além da forte atuação acadêmica, Larissa é angoleira, integrante do Grupo Nzinga de Capoeira Angola. Mais sobre Larissa: www.larissaferreira.art.br

O Grupo de Pesquisa Corpografias foi criado por Larissa em 2017, no contexto da Licenciatura em Dança do Instituto Federal de Brasília – IFB, com interesses que abarcam pesquisas historiográficas, poéticas e composições em dança e seus processos educacionais. Desenvolve, também, pesquisas que contemplam as temáticas das relações raciais e de gênero na dança, estudos da performance e tecnologias na arte. O Grupo de Pesquisa tem atuado de modo ampliado, o sentido da grafia do corpo expande-se ao que pode atravessar; abarca pesquisas em dança, discussões, debates e composições  de obras. É integrado por Catherine Ferreira, Carolina Alves, Christiane Castro, Jessica Rayanne, Louise Lucena, Marília Borges e Patrícia Diniz.

FICHA TÉCNICA

Aiyê

Direção e concepção: Larissa Ferreira

Pesquisa em dança e atuação: Grupo de Pesquisa Corpografias (Carolina Alves, Catherine Ferreira, Christiane Castro, Jessica Rayanne, Larissa Ferreira, Louise Lucena, Marília Borges e Patrícia Diniz)

Interface de imagem interativa: Anibal Alexandre

Trilha sonora: Ramiro Galas

Figurino: Eduardo Baron

Iluminação: Emmanuel  Queiroz e Pedro Dultra

Fotos: Thiago Sabino

Intérprete de libras: Tatiana Elizabeth

Preparação vocal: Rita Mendonça

Produção: Edson Bezerra

Assistente de produção: Carol Barreiro

Assessoria de imprensa e mídias sociais: Instrumento de Ver

Apoio: Licenciatura em Dança do Instituto Federal de Brasília

SERVIÇO

Aiyê

Realização: Grupo de Pesquisa Corpografias

Estreia dias 27, 28, 29 e 30 de janeiro de 2021

Sempre às 20h, com interpretação em LIBRAS

Apresentação e instalação de dança sonora-corporal especialmente desenhada para a comunidade de cegos, com audiodescrição no dia 31 de Janeiro às 18h.

Canal Aiyê no Youtube

Ingressos gratuitos

CI – Livre

Canal do Aiyê no Instagram

Canal do Aiyê no Facebook

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Atualizações Recentes

Doença Falciforme afeta 7 milhões de brasileiros e metade da população diz desconhecer a doença

O Dia Mundial de Conscientização sobre a Doença Falciforme é celebrado em 19 de junho para trazer conhecimento sobre o caso 47% da população diz

De forma divertida, filhos comandam as redes sociais de Nanah durante a gravação do reality Ilha Record

A cantora, que também é influencer e empresária, deixou os filhos tomarem conta do seu Instagram durante o confinamento Desde que se popularizaram os reality

“Mundo Diferente”: mesmo escrita antes da Pandemia, música tem letra que retrata momento atual

Uma música que começou a ser escrita há alguns anos e finalizada uma semana antes da Pandemia Mundial do Coronavírus, tem muito a ver com

Kamaizar Lidera em App Palco MP3 como um dos mais baixado em MG

De origem humilde e da cidade de Curvelo no interior do estado de Minas Gerais, localizada há cerca de 168 km de Belo Horizonte, nasceu

%d blogueiros gostam disto: