Bsb Flash

Livro narra trajetória dos últimos dez anos de Belchior

Os jornalistas  Chris Fuscaldo e Marcelo Bortoloti caíram na estrada e percorreram os caminhos de Antônio Carlos Belchior é autor de um dos gestos mais intrigantes da história recente da Música Popular Brasileira. Artista respeitado, dono de um repertório do qual qualquer músico poderia se orgulhar, carreira de sucesso, padrão de vida confortável, cercado de amigos, cercado de mulheres. Com 60 anos recém-completos, deixou tudo isso para trás, rumo a uma jornada incerta e anônima pelo sul do país, que terminaria com sua morte dez anos depois. No livro “Viver é melhor que sonhar – Os últimos caminhos de Belchior”, que entrou em pré-venda na segunda-feira, 18, através do site Benfeitoria (http://Benfei.to/belchior), o leitor vai acompanhar o  processo de descoberta. Um trajeto cheio de percalços, pequenas decepções, grandes alegrias, com muitas versões de uma mesma história narradas pelas diversas testemunhas que acompanharam a tragédia daquele grande artista. Nos dez últimos anos antes da sua morte, Belchior viveu de maneira insólita e extraordinária, conhecendo pessoas diversas, lugares interessantes e relações inusitadas, com fãs perplexos que abrigaram um astro da música em suas casas sem saber muito bem por que ele estava ali.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Atualizações Recentes

Kamaizar Lidera em App Palco MP3 como um dos mais baixado em MG

De origem humilde e da cidade de Curvelo no interior do estado de Minas Gerais, localizada há cerca de 168 km de Belo Horizonte, nasceu

De forma divertida, filhos comandam as redes sociais de Nanah durante a gravação do reality Ilha Record

A cantora, que também é influencer e empresária, deixou os filhos tomarem conta do seu Instagram durante o confinamento Desde que se popularizaram os reality

“Mundo Diferente”: mesmo escrita antes da Pandemia, música tem letra que retrata momento atual

Uma música que começou a ser escrita há alguns anos e finalizada uma semana antes da Pandemia Mundial do Coronavírus, tem muito a ver com

Doença Falciforme afeta 7 milhões de brasileiros e metade da população diz desconhecer a doença

O Dia Mundial de Conscientização sobre a Doença Falciforme é celebrado em 19 de junho para trazer conhecimento sobre o caso 47% da população diz

%d blogueiros gostam disto: